quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Um Fusca 1984 bastante interessante

No post de ontem eu falei brevemente sobre o que a diversidade do antigomobilismo pode proporcionar. Para hoje, trago um carro que teve várias modificações feitas e que, com certeza, dificilmente se verá um idêntico por aí. Além disso, é um exemplar de uma época de ouro no que diz respeito a engenharia dos Fusquinhas. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Muitas vezes as pessoas olham para um carro antigo e, antes de destacar qualquer qualidade que seu projeto tenha, logo apontam as limitações que este tem. Logicamente quando estamos observando algo de forma crítica, os pontos negativos virão a tona em nossa mente, mas para que podemos classificar o que de fato é um ponto negativo (ou um ponto "mal resolvido") nós precisamos observar o projeto como um todo e também todas as circunstâncias do nascimento dele. Uma das coisas que mais me fazem ter toda essa admiração pelos Fuscas é o fato de ser um carro cujo projeto é da década de 30 e que foi melhorado a cada instante que os investimentos da fábrica (e do local de fabricação e rodagem do carrinho) permitiam. O exemplar que aparece no post de hoje é de uma das melhores fases no ponto de vista da engenharia deste carrinho se tratando de sua produção nacional.
O vídeo que vocês veem ao final do post vem do canal do Youtube do James Gama. Nele, é apresentado um Fusca 1984 1600 cheio de detalhes colocados por seu dono, como as rodas bastante comuns na década de 80, detalhes no interior e outras marcas que todo Fusquinha totalmente usual tem. Além disso, toda a filmagem conta com maravilhosos ângulos, como algumas imagens aéreas feitas com um drone.
Veja:


5 comentários:

  1. Gostei das rodas e da pintura delas, combinou com o cinza da carroceria do Fusca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. O conjunto é diferente, mas ficou harmônico.

      Excluir
  2. A única coisa que me intriga é se essa cor é original dos Fuscas 1984.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!