terça-feira, 7 de novembro de 2017

Fusca 1968 da Marina, o "Fukinha": Um clássico com toques femininos

Muitas vezes eu fico pensando se ainda é possível, após mais de 800 posts publicados, trazer algum tipo de post diferente se tratando do mesmo universo. Saibam, eu fico muito contente em todas as ocasiões que consigo inovar como hoje, trazendo um post com uma peculiaridade enorme. Acreditem, depois de praticamente seis anos de existência, é a primeira vez que escrevo um "post surpresa", coisa que eu nunca tinha pensado em fazer e sequer imaginado que faria um dia. Pois bem, a história é bacana, o carro é interessante e com certeza agradará a proprietária deste simpático Fusquinha. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
A nossa vida é feita de circunstâncias e de momentos. Quando sabemos aproveitar, a vida nos presenteia com as consequências de oportunidades que nos são dadas durante nossa jornada. A história a ser contada no post de hoje nos mostra exatamente isso: A partir do momento que a proprietária deste belo Fusca viu a possibilidade de tê-lo, não pensou muito e recebeu um dos melhores presentes de sua vida.
As fotos que vocês veem ao final do post me foram enviadas essa semana pelo meu amigo Roberto Quintanilha, o dono de uma maravilhosa Variant que já foi publicada aqui e de outros clássicos Volkswagen. É um amigo muito criterioso no que faz e os seus projetos são feitos em um capricho fora de sério. Desta vez, ele me enviou fotos de um carro que não é dele e que sua proprietária também não sabe que chegaram até mim. Nessas imagens, aparece o belo Fusca 1968 branco pérola da Marina, carinhosamente apelidado de "Fukinha". A história desse carro é muito interessante e é claro, a contarei de uma forma bastante breve aos amigos seguidores.
Há algum tempo atrás a Marina, proprietária do Fusca que ainda não sabe deste post, se deparou com este Fusquinha a venda na rua. Ainda que desacreditada da possibilidade de comprá-lo, convidou seu pai para que fosse ver o carro sem quaisquer pretensões concretas de tê-lo. Para a surpresa dela, seu pai resolveu dar aquele Fusquinha de presente a filha, tornando-se o xodó da Marina. Há algum tempo o meu amigo Quintanilha mostrou os posts dos carros dele aqui do blog para a Marina e ela curtiu muito. Daí surgiu a iniciativa dele de me mandar as fotos desse carrinho que é um verdadeiro parceiro da Marina de todos os dias e que a leva para todos os lugares para que eu escrevesse esse post totalmente de surpresa para ela. Eu me sinto muito honrado (de verdade!) em saber que estou tendo o privilégio de arrancar um sorriso de alguém com um post, esse reconhecimento faz muito bem e com certeza me motiva a escrever sempre neste blog que, graças a Deus, só vem crescendo. Observando as fotos do carro, observamos que é um belo exemplar dos anos 60 que ainda conta com muitos detalhes originais e/ou de época, como os bancos baixos e um belo porta-trecos de bambu, por exemplo. As rodas (que contam com tala larga no par traseiro) receberam o tom rosa a gosto da proprietária e o carro também recebeu aqueles toques que o tornam exclusivo.
Quero agradecer ao Quintanilha pela confiança e prestígio. Espero, de verdade, que a Marina tenha curtido a surpresa armada por seu amigo e por mim.
Que venham mais Fusqueiras para estrelar novos posts!
Veja:












Quero agradecer mais uma vez ao Quintanilha por enviar as fotos! Marina, curta muito seu Fusquinha!
Quer ver seu carro aqui no blog? Me mande um e-mail.

6 comentários:

  1. Aliás, se a proprietária desse Fusca for ler esse post eu digo: Não mude nada nesse Fusca, mantenha ele do jeito que está, não caia na besteira de pinta-lo todo de rosa e colocar estofamento rosa nele como a maioria das proprietárias de Fuscas fazem porque senão o Fusca vai ficar parecendo um Mentos de Tutti Frutti gigante e o Fusca fica horrível, do jeito que está, apenas com as rodas rosas ele está ótimo, já dá pra saber que a dona dele é uma mulher, só pra ser chato, a única coisa que eu faria é colocar os faróis olho de boi originais, mas isso é um mero detalhe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Marina não só leu o post como também adorou todo o conteúdo!
      Eu concordo contigo, inclusive com relação aos faróis. Ainda que os "tremendão" sejam de época, os olho de boi sempre me agradaram muito mais.

      Excluir
    2. Beleza, ainda bem que ela curtiu o comentário, pois nem todo mundo é aberto a eles.

      Excluir
    3. Exatamente.... As pessoas precisam dar ouvidos a colocações positivas de terceiros a respeito de seus carros...

      Excluir
  2. Carro com muitas características originais ainda. Está ótimo assim!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!