domingo, 12 de novembro de 2017

Dois Fuscas interessantes no trânsito paulistano

No dia de ontem eu publiquei um flagra feito totalmente as pressas e sem muito critério na hora de tirar as fotos, visto que minhas técnicas de fotografia são um pouco limitadas. No entanto, felizmente eu tenho muitos amigos que fotografam tão bem que seus cliques dirigindo são muito melhores do que os estáticos que faço por aí as pressas. O post de hoje é um exemplo disso: Três maravilhosas fotos de dois carros um tanto interessantes. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Nas cidades do interior ainda é muito comum vermos muitos carros antigos rodando. De acordo com o perfil das pessoas e com o lugar a ser observado, os modelos e estilos de carros podem mudar um pouco. Em cidades onde a zona rural predomina, as caminhonetes antigas estão entre a maioria dos clássicos, já em cidades do interior onde o lado totalmente urbano tem um maior alcance, os carros mais compactos tinham um grande espaço, juntamente com os grandes sedans como Opala, Galaxie, Landau, Alfa Romeo 2300 entre outros. Mas uma coisa é certa: Independente do lugar, os Fusquinhas sempre se fizeram maioria na frota e, dentre os antigos que se vê na rua, ainda se destacam pela qualidade e diversidade. Isso não ocorre por acaso, o Fusquinha foi vendido aos milhões aqui por muitas décadas, o que nos permitiu essa grande quantidade ainda em circulação.
As três fotos que vocês veem ao final do post me foram enviadas pelo Carlos, um amigo que já nos é velho conhecido pelos seus flagras feitos na capital paulista. Nos últimos meses, o amigo Carlos tem feito flagras de vários clássicos e sempre me manda para que eu possa postar por aqui. Desta vez, o Carlos nos mostra dos Fusquinhas no trânsito de SP: Um preto que se torna invocado principalmente pela cor (bastante incomum em Fuscas) e um belíssimo vermelho que me agradou pra caramba. Dando um zoom nas fotos consegui fazer a consulta e o Fusca preto é 1977, já o vermelho é um ano mais antigo, 1976.
Com certeza esses valeram as fotos! Quero agradecer ao amigo Carlos pela contribuição!
Veja:




2 comentários:

Seu comentário é muito bem vindo!