segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Revisando o mecanismo do limpador de parabrisa do Fusca

O conteúdo que integra o post de hoje é a respeito da manutenção de um item que é geralmente é visto como uma "observação negativa" em um Fusquinha ou derivado: O limpador de parabrisa. Quem já pegou ou viu uma chuva forte a bordo de um Fusquinha com os limpadores ineficientes ou até inoperantes sabe bem do que estou falando. Com o conteúdo de hoje, você vai aprender como resolver tudo isso caso o problema do seu carro esteja no acionamento do conjunto. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Existem algumas coisas que eu falo aqui no blog com muita frequência. Uma delas é que muitas pessoas geralmente querem ter um carro antigo mas tem medo de não se acostumar com uma suposta "ineficiência" de alguns sistemas. No entanto, esse post é mais um dos diversos que já pude escrever que comprovam o contrário, ou seja, que qualquer sistema em um carro se bem cuidado funcionará atendendo as necessidades de seu proprietário. Nesta noite de segunda, o sistema a ser tratado é o limpador de parabrisa do Fusca. A gente sabe que o limpador do Fusca não é sensacional em sua eficiência, seja nos modelos mais antigos com apenas uma velocidade como os mais modernos (a partir de 1974, se não me falha a memória) que já contavam com duas velocidades de operação. Muitos carros concorrentes da mesma época tinham limpadores até melhores, mas eu sempre achei muito bonitos aqueles bracinhos pequenos do Fusquinha.
O vídeo que vocês veem ao final do post vem lá do canal do Tonella. Por diversas vezes aqui no blog eu já o citei e sempre falo muito bem do trabalho que ele desempenha. Ele é um cara muito didático que tem um vasto conhecimento em elétrica, eletrônica e mecânica, o que tornou seu canal algo com grandes dimensões atrelado a muito conteúdo técnico. O melhor disso é que a humildade não foi perdida nesses anos todos. No vídeo em questão, é apresentada uma manutenção no acionamento do limpador de parabrisas, com a troca dos eixos e dos reparos das hastes. Se você tem a certeza que só existem folgas no conjunto mas que o motorzinho elétrico funciona perfeitamente, esse é um serviço simples e bastante barato de fazer. A única recomendação que eu deixaria para qualquer amigo que faça o serviço é que dê uma conferida no estado da parte da redução do limpador, colocando uma pequena quantidade de graxa para minimizar o atrito.
Veja:


7 comentários:

  1. O que mais eu fico impressionado é como ele consegue as peças para os Fuscas, como essa borracha para acomodar os eixos do limpador de para brisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na ocasião que ele fez a restauração dos cajados da Kombi da Bianca, ele conseguiu todas as borrachas e mais algumas pequenas peças de reparo dos cajados (como trincos e essas coisas) encomendando em uma empresa de vidros automotivos, se não me falha a memória.

      Excluir
  2. Se eu tivesse metade desses contatos que o Tonella tem, estaria contente.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!