Ignição eletrônica no distribuidor original

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Conhecendo o chassi do Fusca

O conteúdo do post de hoje já estava guardado há um bom tempo aqui no meu computador. Com certeza ele é um tremendo utilitário para quem não conhece bem a questão estrutural do Fusca e de seus derivados assim como para qualquer pessoa que precise fazer algum reparo no chassi de seu Fusquinha. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Muitas pessoas muitas vezes temem comprar um carro antigo e se deparar com algum tipo de surpresa indesejada. No entanto, como os Fusquinhas assim como qualquer outro carro da mesma época sempre irão nos reservar algum reparo que, até antes da compra, não nos era visível. Infelizmente muitos donos de carros antigos se deparam com um problema bastante chato e que a cada dia é mais comum: A corrosão de alguma parte do carro. Quando esse problema é estrutural, não há outra saída a não ser um bom serviço de funilaria que devolva a integridade do carro. O Fusca conta com uma estrutura muito sólida, mas como qualquer carro antigo (até alguns novos sofrem disso...) está sujeito a corrosão. Caso você tenha alguma corrosão no chassi, com certeza as imagens desse post te ajudarão.
As imagens (diagramas) que vocês veem ao final do post foram achadas por mim na internet há algum tempo. Infelizmente eu acabei não salvando a fonte das imagens, mas muito provavelmente esse material vem do exterior. Nele, vê-se dois diagramas do chassi do Fusca, um que mostra todas as medidas (um desenho técnico totalmente cotado) das peças, de modo que quando você precisar fazer uma troca de assoalho, cabeçote da suspensão ou qualquer outra peça ali "debaixo", possa conferir as medidas parciais (da peça nova) e totais (após a peça trocada), de modo que tudo fique "no gabarito" quando se volte a carroceria no lugar. Além disso, também há uma ilustração que mostra por onde passam todos os tubos (conduítes) por dentro do chassi, de modo que estes possam ser instalados ou trocados em alguma manutenção caso seja necessário.
Veja:



2 comentários:

Seu comentário é muito bem vindo!