sexta-feira, 7 de julho de 2017

Propaganda da Brasília: Mudanças para 1978

Quando nós gostamos de alguma coisa na vida, um detalhe muito importante além de admirar aquilo como uma das melhores coisas do mundo, nós precisamos usar do senso crítico para entender e ao menos aceitar conviver com os pontos críticos aquilo que gostamos. O carro que aparece na propaganda de hoje foi um dos maiores acertos da Volkswagen nos anos 70 pelo fato de trazer melhorias do seu projeto principal e que dava super certo para uma nova plataforma onde seus pontos fracos poderiam ser ao menos minimizados. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Na ocasião que eu postei aquela incrível tampa do cárter otimizada que nós conhecemos por meio do meu amigo Gelson, eu disse aqui que tenho um professor na faculdade que sempre diz que toda mudança em um projeto é bem vinda desde que feita com critério e muito estudada antes de ser passada para a prática. Muitas vezes essas melhorias em projetos não consistem apenas na troca de uma peça ou na alteração de um funcionamento de um sistema, mas sim no surgimento de um novo projeto que nada mais é que um outro com melhorias necessárias em virtude da observação de pontos fracos no projeto mais antigo. O carro que aparece na propaganda de hoje é exatamente isso: Nasceu tendo como base o projeto do Fusca e tendo como objetivo melhorar todos os pontos fracos que o carro mais amado do mundo tem.
A propaganda que vocês veem ao final do post estava há um bom tempo salva no meu computador. Confesso a vocês que eu nem me lembrava dela mais. Nela, a Volkswagen faz a divulgação da Brasília 1978, que ganhava algumas alterações, principalmente na estética. Todos os pontos positivos do carro em relação ao Fusca eram evidenciados na propaganda, como o espaço interno e o acabamento, relativamente mais rico em relação ao besouro. Tudo isso com a simplicidade e confiabilidade que o conjunto mecânico Volkswagen a ar pode proporcionar.
Veja:


7 comentários:

  1. Eu não sei o por quê, mas eu gosto muito mais do Fusca em si, do que de seus derivados, não que eu não os aprecie, mas que eu acho o desenho do Fusca muito mais legal do que os dos outros, porém, uma Brasília como essa vermelha da propaganda é lógico que eu não dispensaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A grande realidade é que os Fusquinhas são sempre mais simpáticos que os derivados e tem o desenho diferente de qualquer outro carro. Eu também penso assim, o Fusca é a essência da linha VW a ar. Mas de fato, a Brasília da propaganda assim como toda Brasília bem cuidada são muito bonitas.

      Excluir
    2. Sem dúvida, já vi uma Brasília 1974 com rodas de SP 2 e sobre aros que matava a pau.

      Excluir
    3. Rodas de SP2 na Brasília sempre ficam muito bacanas. Aliás, essas rodas combinam bem com sobre aros.

      Excluir
    4. E essa Brasa que falei, se eu não me engano, ainda tinha o sistema de ventilação forçada funcionando perfeitamente.

      Excluir
    5. Eis aí um sistema que raramente se vê funcionando em qualquer VW a ar.

      Excluir
    6. Esse era um dos atrativos dessa Brasília.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!