quarta-feira, 5 de julho de 2017

Fusca é recuperado de roubo após 24 anos

O tema e a matéria que integra o post de hoje pode parecer bem estranha e, diria eu, até que inacreditável diante de tantos crimes e roubos que infelizmente acontecem no nosso país. A grande realidade é que esse acontecimento e a história desse furto tiveram um desfecho bastante diferente da grande maioria dos crimes da mesma natureza. Com certeza vale a leitura pela curiosidade. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Como todos nós sabemos, a popularidade do Fusca é muito grande em virtude dele ter sido aos milhões não só no Brasil como em todo o planeta. É muito comum nós conhecermos pessoas que, em uma conversa a respeito do passado, colocam um Fusca ou derivado na história, além daquele pensamento que sempre digo aqui que todo mundo andou de Fusca pelo menos uma vez na vida. Ainda que essa relação entre o brasileiro e o Fusquinha geralmente seja muito boa, infelizmente algumas terminaram de maneira muito triste e com prejuízos ao seus donos: Antigamente (assim como hoje, querendo ou não é um fato que ainda se repete muito) muitos Fuscas eram roubados e nunca recuperados. Como naquela época não existiam sistemas de segurança realmente eficazes no universo automotivo, os criminosos não tinham tanta dificuldade na "tarefa". Com certeza muitos Fuscas e outros carros antigos ficaram na saudade de muitos proprietários pelo fato de nunca terem sido recuperados. Pois bem, felizmente nem sempre o final é esse e muitas vezes a recuperação do bem é um tanto inusitada.
Quem me indicou essa matéria e me enviou ontem no Skype foi uma pessoa que vocês mais do que conhecem pelas inúmeras contribuições já dadas a este blog: Meu pai. Desta vez, ele viu essa matéria no Uol e logo me mandou sabendo que eu faria questão de mostrá-la. Nela, vocês veem um caso de um Fusca que foi recuperado de um roubo que ocorreu há 24 anos. O carro estava rodando pelo Paraguai e a Policia Rodoviária Federal em uma das suas abordagens acabou descobrindo o fato. Como vocês poderão ler na matéria, o condutor alegou ter adquirido o carro legalmente no país vizinho. Além de todo o fato do roubo que já é mais do que inusitado, algo que chama a atenção é o conjunto mecânico do carro, visto que este ganhou um motor elétrico durante esses 24 anos longe de seu proprietário de direito. Além disso, o carro ganhou uma tampa do motor em vidro (ou acrílico, não sei) e a placa foi parar dentro do cofre do motor. 
Enfim, fatos difíceis de entender e que parecem que só acontecem com os Fusquinhas. A matéria de hoje mostra mais uma vez que nunca podemos deixar de ser perseverantes em um propósito, pois mesmo depois de mais de duas décadas, um Fusca foi recuperado.
A fonte da matéria está ao final do post como manda o figurino. Agradeço ao meu pai pela indicação!
Veja:

Carro roubado há 24 anos é recuperado pela PRF na fronteira com o Paraguai


Carro roubado há 24 anos é recuperado pela PRF na fronteira com o Paraguai - Foto: Divulgação/PRF

Um veículo VW Fusca tomado de assalto em 1993 foi recuperado no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Aduana entre o Brasil e o Paraguai, em Foz do Iguaçu, na região da Tríplice Fronteira, no oeste do Paraná. A informação foi confirmada pela corporação nesta terça-feira (4). 

Agentes rodoviários federais apuraram pelo número do chassi que o veículo tinha boletim de ocorrência de roubo - Foto: Divulgação/PRF 

O motorista do automóvel, um rapaz paraguaio de 27 anos, explicou que o carro era do pai e que ele tinha comprado o Fusca de forma legal no Paraguai.
Boletim de ocorrência
Durante checagem, os agentes rodoviários federais apuraram pelo número do chassi que o veículo tinha boletim de ocorrência de roubo registrado há mais de 24 anos.

Foto: Divulgação/PRF
O automóvel e o rapaz paraguaio foram encaminhados à Delegacia da Polícia Civil de Foz do Iguaçu para as providências legais.
Fonte: Clique aqui!

13 comentários:

  1. Então para o Fuscão 1972 da minha mãe que foi furtado há 28 anos, ainda posso ter uma ponta de esperança, se bem que a gente aqui desconfia que ele foi picado e levado pra desmanche.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esperança nós não podemos perder a esperança, por menor que ela fique dentro da gente, ela precisa existir. Infelizmente a grande maioria dos carros roubados são picados em desmanches, uma pena.

      Excluir
    2. E pior... na época o Fusca da minha mãe tinha acabado de sair da funilaria, estava novo, ai o ladrão cresceu o olho e levou embora, quando minha mãe voltou para pegar o Fusca já tinha um Monza no lugar...

      Excluir
    3. Essa sensação deve ser a pior possível.

      Excluir
    4. Com certeza, minha mãe chorava, pois nessa altura já estávamos com o Fusca há quase 10 anos.

      Excluir
    5. Sim. Além de todo o prejuízo, nós sempre criamos vínculos com os carros que temos.

      Excluir
    6. E ele tinha até nome: "Godofredo".

      Excluir
    7. Muitos Fusquinhas tem nome. Como o carrinho é bastante simpático, nomes sempre combinam com ele.

      Excluir
    8. E esse Fusca da minha mãe tinha história, ele só foi de membros da minha família até chegar nas mãos dela.

      Excluir
    9. Todo furto de carro é triste e causador de prejuízos, mas é ainda pior quando são carros assim, de muita procedência.

      Excluir
    10. Sim, sem dúvida, dele só sobrou o licenciamento da época.

      Excluir
    11. Isso é complicado. Falando em licenciamento, os licenciamentos e a documentação de forma geral de um Fusquinha "pretendido" por mim estão sendo o calcanhar de Aquiles, visto que eu não estou conseguindo falar com o dono para pegar o número do RENAVAM...

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!