terça-feira, 2 de maio de 2017

Um flagra de todo dia

Eu confesso a todos os amigos seguidores que já devia fazer uns 20 dias ou mais que eu estava tentando tirar umas fotos desse Fusquinha para vocês mas nunca conseguia devido a falta de tempo. Nessa tarde, ainda que atrasado, resolvi tirar duas fotos para que ao menos eu pudesse contar uma breve história que não conta somente com esse carrinho, mas com muitos outros que aparecem todos os dias nas ruas. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Ontem eu escrevi um post aqui que falava de maneira bem resumida do dia do trabalho, onde falei um pouco de algumas funções que os Fuscas desempenharam durante muitos anos com maestria. No entanto, a realidade é que a maioria dos Fuscas ainda segue o mesmo ritmo, servindo seus donos como meios de transporte nas mais diversas situações e nos mais diferentes estilos e estados de conservação. As fotos que integram o post de hoje nos trazem mais um exemplo de vários que eu já pude postar de Fuscas que servem fielmente seus donos todos os dias, faça chuva ou faça sol.
As fotos que você vê ao final do post foram tiradas por mim hoje, lá pelo meio dia. Nelas, aparece um Fusquinha branco que sempre chama a minha atenção no meu trajeto diário: Cada dia ele está em uma vaga diferente, mas sempre na mesma região. Olhando o carro de perto, vê-se que ele está bem íntegro e tem vários detalhes originais, principalmente na parte interna (em outra oportunidade eu tiro mais fotos). Por uma ou duas vezes eu já vi esse Fusca rodando aqui por perto, mas nunca tive a oportunidade de ver o dono. Na correria, eu decorei a placa e ao checar não tive surpresas com relação ao ano: É um modelo 1300/L 1975, um exemplar de uma das melhores décadas em vendas do Fusca.
Aí está um carro usual, íntegro e que nos permite ter o prestígio de ver sempre um clássico nas ruas.
Veja:



4 comentários:

  1. O Fusca até hoje no mercado de carros usados é bem cotado, anunciou, vendeu, é até hoje o brasileiro é influenciado pelo Fusca na hora de comprar carro, pois ele ainda prefere os modelos que sejam robustos (não necessariamente luxuosos), de manutenção barata e que você possa ir com ele do Rio Grande do Sul até o Acre no máximo furando um pneu, por essa razão que carros como o Gol, por exemplo, ainda são produzidos 37 anos depois de seu lançamento e se manteve líder de vendas por 27 anos consecutivos, justamente pela imagem que o carro e sua linha sempre tiveram (os mais atuais nem tanto)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Aliás, o mercado do Fusca ainda é fora de sério. Há uns 20 dias atrás eu perdi um Fusca 1964 somente pelo fato de que resolvi ligar para o proprietário no dia seguinte.

      Excluir
    2. Foi o carro que deixou o Brasil motorizado.

      Excluir
    3. Sim, e é o carro que leva muita gente a todo lugar mesmo depois de tantas décadas.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!