sábado, 13 de maio de 2017

Fusca 1970 do Mineiro: Um clássico visto num ponto especial

Para esse sábado a minha pretensão era mostrar para vocês algumas imagens fantásticas de clássicos em vários estados, estilos e de várias épocas, mas eu deixarei todas essas fotos para amanhã e mostrarei a vocês hoje um Fusquinha muito bacana que só está aparecendo aqui por intermédio de alguém muito especial. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar. 
O Fusca, como todos nós sabemos, foi um grande carro popular que todo o mundo teve o prazer de andar. Em muitos países esse simpático carrinho foi produzido em larga escala e convenceu os consumidores por sua simplicidade e durabilidade. No entanto, as qualidades do Fusca e de seus derivados não param por aí: A grande verdade é que com o passar dos anos o Fusquinha tornou-se um dos carros mais amados do mundo, e parte de toda essa gratidão por parte de todos aqueles que gostam dele são provenientes da simpatia do carrinho. Como o Fusca tem um desenho bastante diferente em relação à grande maioria dos carros, é impossível não notar a presença de um andando por aí, além disso, é o carro preferido das crianças pela enorme diversidade de cores e detalhes.
As fotos que vocês veem ao final do post foram tiradas por alguém que vocês mais do que conhecem pelos seus inúmeros flagras já publicados por aqui: Meu pai. Desta vez, meu pai não perdeu a oportunidade de fotografar um Fusquinha de uma de minhas épocas preferidas. Nessas fotos, vocês podem conhecer o Fusca 1970 primeira série do Mineiro, que prontamente permitiu que o meu pai tirasse as fotos do carrinho. O ano de 1970 é muito importante para a história do Fusca e da Volkswagen como montadora por contar com acontecimentos bons e tristes. Neste ano, o Fusca perdeu o visual dos modelos dos anos 60 a partir de julho, tendo uma aparência que mais se assemelha aos últimos modelos, mas este mesmo ano também conta com a triste ocorrência do incêndio de parte da fábrica em São Bernardo do Campo. O exemplar das fotos está muito íntegro: O carrinho que foi fabricado no ano selado pela chegada do retrovisor "raquetinha" é branco lótus e conta com vários acessórios de época, como os faróis "tremendão", febre nas décadas de 60 e 70.
Uma observação bem bacana é que estas fotos foram tiradas em um posto de gasolina cujo boa parte dos funcionários já nos conhecem e tem a nossa amizade.
É um carro muito charmoso e cheio de personalidade. A grande realidade é que ainda existem muitos Fusquinhas assim nas ruas, cabe a nós somente observar qual é o besouro mais próximo.
Quero agradecer ao Mineiro pela confiança e ao meu pai pela parceria de sempre!
Veja:





Quer ver seu carro aqui no blog? Me mande um e-mail.

8 comentários:

  1. O Fusca é da hora, mas só não entendo a mania que hoje o povo tem de mandar fazer tapeçaria toda branca ou bege para Fuscas de 1967 até 1970 1ª série (a menos que originalmente de fábrica esses Fuscas já tenham vindo assim) eu, particularmente prefiro tapeçaria em preto ou dependendo do caso em vermelho, ou senão o monocromático azul dos Fuscas mais novos pois dependendo de qual é a cor do Fusca não fica bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei que em 1968 ou 1969 houve uma opção de interior branco para algumas cores, mas é muito raro achar um Fusca assim original. Para mim, de 1967 até 1970 ou é preto ou vermelho turim. Aliás, nos Fusquinhas branco lótus como esse do post, um interior vermelho turim ficaria muito bacana, ao meu ver...

      Excluir
    2. Fica, mas não tenho certeza se vermelho turim era opcional só para Fuscas bege nilo (o famoso "café com leite")

      Excluir
    3. Eu não sei se é só para o bege nilo, ainda que a maioria dois vermelho turim sejam dessa cor. Tem um post aqui no blog que trata exatamente sobre. Se eu não me engano tinha até uma relação de cores que poderiam receber essa tapeçaria...

      Excluir
    4. Seria esse??

      http://fuscakanduxoemusica.blogspot.com.br/2014/12/farcas-pancho-padrao-original-de.html

      Excluir
    5. Exatamente! Lá inclusive diz que o vermelho turim era oferecido para o bege nilo e branco pérola.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!