sábado, 1 de abril de 2017

Uma mentira que acaba contando a verdade

Muitas pessoas insistem em dizer que sexta feira é dia de maldade. Penso eu como deve ter sido a zoeira de todos aqueles que fizeram maldade numa sexta cuja a data seguinte cai no dia da mentira. Hoje nós veremos uma leve mentirinha que, ao final, conta uma grande verdade da engenharia do besouro. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias (até no dia primeiro de abril). Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, também a sua direita há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para se juntar ao pequeno conteúdo que já o integra. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração ao fantástico universo de todos os Volkswagen refrigerados a ar.
Como vocês podem ver, com certeza não há conteúdo melhor do que esse para ser postado hoje aqui no blog. O dia 1 de abril, considerado há muitos anos o dia da mentira sempre conta com aquelas brincadeirinhas que lá no passado eram feitas pessoalmente ou por telefone que evoluíram nos últimos anos sendo despejadas aos montes nas redes sociais. Interessante é que essa tradição bastante antiga do brasileiro por essa data foi muito bem aproveitada pelo marketing da Volkswagen em 1966.
A propaganda que vocês veem ao final do post foi salva por mim da página do Facebook do MIAU, o Museu da Imprensa Automotiva, que eu desde já recomendo o like que você pode dar por meio deste link. Essa página mostra propagandas, imagens, vídeos e outras informações de tudo o que as montadoras divulgam e divulgaram de uma maneira bem divertida. Nessa propaganda de hoje, aparece um Fusca com um radiador no lugar do estepe. Isso simplesmente pode parecer loucura, mas a VW aproveitou essa data para evidenciar como funcionava o sistema de refrigeração (a ar!) do Fusquinha de maneira bem simples.
É, o marketing daquela época era muito bom. A propaganda fala por si.
Veja:


4 comentários:

  1. Apesar de na história do Fusca no Brasil não haver nenhum caso de motor fundido por excesso de temperatura do óleo (eu, pelo menos nunca ouvi falar de nenhum caso) os donos de Fusca meio que tinham de ficar espertos com a refrigeração do motor, pois "o ar não ferve", mas o óleo esquenta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim o que é mais crítico na refrigeração do Fusca é a troca de calor que existe nas camisas. Se elas estiverem sujas, por exemplo, o motor pode superaquecer demais. Aliás, é exatamente pelo fato da refrigeração das camisas (mas não com a possibilidade delas sujas) que a VW investiu no radiador de óleo deslocado nos anos 80 para que o cilindro 3 fosse melhor refrigerado.

      Excluir
    2. E parece que a partir de 1984, as chapas que ficavam em cima dos cilindros passaram a ter aberturas de refrigeração, se eu não me engano.

      Excluir
    3. Sim, e não só isso: As chapinhas defletoras que ficam embaixo (e acima das capas de tucho) também são levemente diferentes no motor "Tork".

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!