sábado, 18 de fevereiro de 2017

Uma propaganda diferente

Com certeza esse post precisa ir para o marcador "Padrões de originalidade". Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog, basta ter apenas uma conta do Google, coisa que todos tem. Clicando neles, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis e dando uma grande força para que ele continue crescendo e mais pessoas conheçam os posts.
Se você é um cara que, assim como eu, gosta muito de carros originais, com certeza você vai gostar ou até mesmo aprender com esse post. Quando uma pessoa compra um carro antigo e resolve montá-lo com as características originais, uma das maiores dificuldades que podem ser encontradas são as especificações do tipo "O que saiu em cada ano", para que consiga se seguir a risca todo o padrão da fábrica. Para obter esses tipos de dados, existem muitos catálogos, literaturas, fóruns e até mesmo blogs como esse que podem te ajudar na pesquisa. O post de hoje traz uma peculiaridade de uma época de ouro da produção do Fusca que nem sempre se vê alguém falando sobre. Por esse motivo, resolvi postar para que mais pessoas fiquem cientes dessa característica se estiverem montando um Fusca justamente dessa época.
A propaganda que aparece ao final do post me foi enviada pelo meu amigo Filipe Arce, um grande colaborador e parceiro do blog. Na ocasião que ele me mandou as fotos do seu belo Fusquinha que apareceu há alguns dias atrás, ele também me enviou essa propaganda para que, de certa forma, fosse "comprovada" a originalidade do volante que o carro dele usa. Como a propaganda (ou catálogo, como queiram) é bem diferenciada, eu resolvi postá-la separadamente à aquele Fusca tão especial.
Esta propaganda foi veiculada no ano de 1971 e conta com uma grande peculiaridade: O interior do Fusca 1300 dos anos 70 (o início da década, na verdade) com o volante cálice branco, como nos modelos da década anterior. Na realidade essa característica só é presente nos 1300 de 1971. No ano seguinte o volante já se tornou preto, como costumamos ver por aí.
Vale a dica e a propagação da curiosidade. Quero agradecer mais uma vez ao Filipe Arce pela contribuição!
Veja:



5 comentários:

  1. Já ouvi essa história do fusca 71 1300 ter volante branco,na ocasião explicaram que aconteceu um problema na fábrica, não tenho certeza se foi incêndio, muitos volantes pretos que estavam prontos foram perdidos, e havia um estoque de volantes brancos que saiu no fusca até 1970,por isso a VW teria priorizado os pretos para o fuscão 1500 e usou os brancos no modelo mais básico naquele ano de 1971, não sei se a história é verídica mas é muito interessante pois demonstra que a fábrica contornou um contratempo em sua produção e claro queriam reduzir os prejuízos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não sei se essa história é verídica, mas ela faz muito sentido. O ano de 1971 foi a época de retomada da fábrica em relação ao incêndio que aconteceu no ano anterior.

      Excluir
    2. Eu tinha perdido esse folder e agora já salvei ele nos meus favoritos novamente.

      Excluir
    3. Poxa, fico feliz em poder enriquecer seu acervo!

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!