domingo, 5 de fevereiro de 2017

Conhecendo uma oficina de mecânica artesanal para VW a ar

Ainda que as fotos de hoje não sejam as melhores em virtude da minha falta de habilidade como fotógrafo, com certeza você vai gostar do que vai ver hoje. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Clicando neles, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis pra que ele continue crescendo. Ah, e sempre que possível compartilhe o post também para que mais pessoas interessadas pelo fantástico mundo VW a ar possam conferir esse conteúdo.
Há alguns posts atrás eu disse a vocês que o ano de 2017 para esse blog promete. Desde o ano passado, onde resolvi levar esse blog trazendo conteúdos todos os dias, eu tive o privilégio de conhecer muitas pessoas interessantes de diversos meios de comunicação, vários entusiastas por automóveis e antigomobilismo e com todo esse tipo de interação, pude trazer bastante coisa para esse blog assim como repassar um pouco de conhecimento sempre que pude.
Hoje é dia de selarmos mais uma parceria aqui no blog, esta que vem com algumas fotos e claro, várias avaliações positivas. No ano passado, mais precisamente no dia 27 de julho de 2016, eu tive a oportunidade de dar uma breve entrevista para a rádio Ipanema FM daqui de Sorocaba, uma das rádios com maior audiência na região. Naquela ocasião, eu pude falar o endereço do blog, falar sobre carros antigos e claro, ter um papo bacana com toda a equipe da rádio. Depois desse dia, muitas pessoas acabaram conhecendo o blog, como o Josiel, dono do Fusquinha bege que já apareceu por aqui. Dentre toda essa galera que começou a prestigiar a página, eu fui contatado pelo Lucas, pessoa que eu tive o prazer de conhecer na noite de ontem, como as fotos ao final do post mostram. O Lucas é um dos responsáveis pela Oficina Star Boxer daqui de Sorocaba, especializada na mecânica VW a ar. Quando eu comecei a conversar com ele, eu fui convidado a comparecer em um encontro da oficina, mas infelizmente eu não tinha como. Agora, nessa semana passada, o Lucas voltou a manter contato e me disse que a oficina estava em um novo endereço (muito bem localizada, por sinal) e que haveria uma pré inauguração no dia de ontem e é claro, eu fui para conhecer a todos e ver carros muito interessantes.
A partir de agora vocês verão as poucas fotos que tirei lá (a verdade é que eu passei a maior parte do tempo conversando). Como disse antes, as fotos não ficaram 100% em virtude de ser a noite. Prometo melhorar nas próximas vezes trazendo um material fotográfico de melhor qualidade, visto que na inauguração eu também pretendo estar lá.

Este é o logo da Star Boxer. Como vocês sabem, eu sou um cara que gosta muito de carros originais, mas que admira muito projetos bem feitos voltados ao desempenho. Ao chegar na oficina, meu pai e eu fomos recebidos pelo Lucas e fomos apresentados ao Orlando Rodrigues, parceiro do Lucas na oficina e também responsável pela transformação de sonhos em realidade.
A história dessa oficina é muito bacana e ela me foi contada: O Orlando conheceu o mundo VW a ar e se interessou pela preparação de motores após ter um Fusca 1967. Com o carro em mãos, ele começou a desenvolver um projeto no seu clássico e conheceu o Lucas de uma maneira bem interessante: Os dois curtiam muito as bikes BMX e acabaram se aproximando por ter a mesma paixão. Um dos maiores responsáveis pelo Orlando ingressar no mundo da preparação foi a influência e convivência com o André Firmino, chefe de equipe na Formula Truck. O bacana é que todos eles hoje em dia trocam informações sobre aquilo que mais gostamos: A mecânica.
A Star Boxer trabalha com toda a mecânica VW a ar e é especializada no desenvolvimento e montagem de projetos de motores voltados à performance, mas não pára por aí não, como você verá nas fotos.


Este Fusca 1966 charmoso e cheio de acessórios foi o primeiro carro que eu vi na oficina juntamente com o joia que está suspensa no elevador conforme a foto anterior. Esse carro irá receber um motor muito bacana que está na fase de montagem. Com certeza esse carro além de um excelente desempenho, terá um cofre do motor muito harmônico.



Esta Corujinha das fotos veio diretamente de Registro/SP para ser tratada pelo Lucas e pelo Orlando. Ela recebeu um motor bastante preparado com injeção eletrônica, roda fônica e diversas outras modificações.

Aí está um belíssimo Fusca dos anos 60, que como eu já disse em diversos outros posts, é o meu modelo preferido. Este carro também está recebendo os cuidados da oficina mas com um serviço um pouco diferente dos demais carros ali presentes: Um projeto original. Isso mostra que uma oficina voltada à carros clássicos deve permitir que a diversidade esteja entre a sua mão de obra a fim de que todo tipo de antigomobilista possa sair satisfeito com seu carro de lá.

Quando eu vi esse Fusca, eu brinquei com o Eduardo que ele era o Fusca do século 21. Esse carro recebeu muitas melhorias no seu motor original (que se tornou um 1900cc) e também recebeu vários acessórios como vidros e travas elétricas, controle de som no volante, injeção eletrônica programável e diversos outros acessórios que tornaram este Fusquinha um carro muito parecido com um carro atual quando se fala de tecnologia e conforto.

Esta Variant também está recebendo os cuidados da oficina. Ainda que ela tenha sido registrada por mim em uma foto muito escura, é um carro muito interessante. No teto de um dos ambientes da oficina, há um Fusca exposto. Eu tenho certeza que o fotografei, mas acabei não encontrando a imagem para postar aqui. Da próxima visita, não passa.






Alguns dos motores a ar que estavam lá recebendo os cuidados do Lucas e do Orlando. Este último em especial estava em um suporte que conta com todo o "início" da caixa de câmbio (na verdade, parte de uma capa seca) que permite que o motor seja ligado, testado e pré regulado antes de voltar para o carro. Este suporte, assim como outras ferramentas que aparecerão em outras fotos foram fabricadas por eles.

Aí está uma prova de que eles também dão uma atenção especial à todos os motores que fizeram parte da nossa indústria automobilística.

A partir dessas fotos vocês verão uma parte da oficina que eu simplesmente adorei: O local onde são montados alguns conjuntos e onde ficam várias peças muito bacanas. Conforme as peças vão aparecendo, eu irei fazendo uma breve descrição de tudo.

Nessa foto vocês vêem um peça ajustada pela oficina. É um coletor da Kombi injetada com um TBI do Fiat Brava adaptado. Essa adaptação é feita para quem busca montar essa injeção da própria VW em um Gol BX, onde a disposição das latas do motor pode dificultar um pouco a montagem.

Aí vocês vêem latas do motor, tuchos, coletores acionamentos, radiadores externos, comandos de válvula e muitas outras peças. Existem duas peças que eu gostei muito e faço questão de comentar: Essa injeção eletrônica de corpo duplo com os coletores laranjas (a esquerda da foto) contam com uma adaptação para que possa ser usada uma bobina por cilindro numa configuração com roda fônica. Além disso, ela não tem o convencional acionamento por varão (como nas Weber, por exemplo), é tudo por cabos, onde é possível uma regulagem mais precisa. Além disso, eu também vi alguns parafusos de acionamento de válvula (que vão nos balancins, também montados artesanalmente por eles) feitos artesanalmente e capazes de suportar altas rotações com o melhor rendimento possível. Esses infelizmente eu acabei não fotografando.


A galera estava toda reunida prestigiando a pré inauguração.

Estando junto de todo mundo lá na oficina, é claro que eu não perdi a oportunidade de conhecer e conversar com alguns clientes. Nessa foto, da esquerda para a direita estão Caio, Roberto, Orlando, Lucas, Nicola e Vital. Todos eles conversaram bastante com a gente dando inúmeras impressões positivas sobre a qualidade da mão de obra. O Nicola até brincou dizendo "A gente vem aqui para apertar um parafuso e eles reapertam vinte", assim como o Vital disse da receptividade e da confiança que tem nos profissionais, tudo isso enfatizando a preocupação pela satisfação dos clientes. O Orlando dentro da "sala dos sonhos" que vocês viram anteriormente também disse algo muito bacana que é interessante replicar para vocês: "Nós montamos motores e projetos para que o cara possa viajar para longe, ir e voltar tranquilo com segurança e confiabilidade".


Esse Fusca 1959 cheio de personalidade é do Roberto, que apareceu na foto anteriormente. Esse carro foi montado totalmente ao seu gosto e tem uma configuração mecânica que eu gosto bastante: Ele tem um motor 1500 que tinha vindo de um Karmann Ghia com uma dupla carburação, combinação perfeita para um consumo reduzido e um ganho no desempenho. Tudo isso agregado à um câmbio 8x35 do Fusca 1300, dando uma arrancada muito bacana para o carro.





Alguns carros que estavam estacionados em frente a oficina. Alguns deles até já apareceram em outros encontros.
Infelizmente eu não tirei tantas fotos, mas ganhei muitas amizades. Na inauguração, eu pretendo tirar mais fotos e mostrar um pouco mais dessa oficina tão bacana. Eu faço esse tipo de post porque gosto muito e também para poder mostrar para vocês uma mão de obra muito legal junto de uma galera tão bacana.
A Star Boxer fica na Av. Nogueira Padilha no número 1958, próximo ao cruzamento com a Rua Chile. Vocês podem contatá-los entrando na página do Facebook deles que, além de estar nesse link, também estará na lista de parceiros.
Quero agradecer a todos os responsáveis pelo evento, em especial ao Orlando e ao Lucas que me receberam super bem!!
Mais uma vez, muito obrigado!!

5 comentários:

  1. Respostas
    1. A galera é muito bacana por lá. Quero ver se eu apareço lá nas próximas semanas para tirar umas fotos melhores e mostrar as peças artesanais. Coisa de louco!

      Excluir
    2. Estive conversando com um cara que tem uma oficina de VW's show de bola no Rio Grande do Sul e disse para ele abrir uma filial aqui em São Paulo-Capital, e ele disse que aqui tem oficinas melhores, porém, aqui na capital não conheço nada desse tipo, a última que vi que se chamava Mille Duke, não durou muito e já fechou as portas faz tempo.

      Excluir
    3. O problema é que na maioria das vezes para uma oficina dessas se manter não basta ter o cliente fiel, mas esse cara também precisa de $$$$$...hehehe

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!