quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Uma Kombi corujinha de potencial!

Com certeza esse exemplar que aparece no post de hoje mostra exatamente como é a maioria dos antigos que temos nas nossas ruas até hoje. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar o like na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, já que tem post novo aqui todos os dias. É tudo rápido, fácil e descomplicado: Os dois cliques ficam aqui a sua direita.
Eu sempre disse aqui em vários posts que sou um grande apaixonado pelas Kombis corujinhas. As primeiras peruas da VW que, aqui no Brasil, foram produzidas dos anos 50 até a metade dos anos 70 me encantam bastante, dada a simplicidade aliada ao capricho que a VW teve ao desenvolver esses modelos. As corujinhas, assim como as Kombis mais novas, foram projetadas e fabricadas para serem veículos utilitários, mas todo aquele toque de classe que um veículo antigo tem torna das Kombis um meio de transporte que vai muito além de um veículo de trabalho. Todas essas homenagens que a velha senhora da Volkswagen merece foram tecidas de uma maneira bem humilde por mim no post do dia especial da Kombi. Talvez seja todo o lado estético da corujinha o responsável por eu gostar tanto desse modelo. Os frisos, o parabrisa bipartido, os parachoques com puleiro e tantos outros detalhes me encantam nas Kombinhas. Além disso, meu pai por diversas vezes, desde criança, me conta as histórias que teve com essas Kombis na infância. E foram muitas!
Esse vídeo que aparece ao final do post eu encontrei no Youtube após assistir a um vlog do meu amigo Fernando, do canal #FuscaFilmador, mas isso é assunto para outro post, visto que o dono dos dois Fusquinhas que andam muito me aprontou mais uma com uma surpresa bacana. O vídeo de hoje foi postado pelo Marcelo Walkovics, que quando da sua gravação era proprietário desta linda Kombi que aparece no vídeo. Na ocasião, ele estava vendendo a Kombi mas, após se desfazer dessa joia, ainda manteve o vídeo no ar para que apaixonados como nós possamos admirar.
A Kombi que aparece no vídeo é ano 1967 e ainda conserva o motor original 1500. Além disso, o carro tem uma lataria muito íntegra para sua idade, além de diversas características originais. Como eu disse no título desse post, esse carro é mais um clássico de grande potencial para restauro, que demanda de poucas intervenções para ficar ao gosto de uma pessoa exigente independente das preferências.
Veja:


3 comentários:

  1. Quando eu era criança, sempre escutava falar da facilidade que era capotar uma dessas vazia só com o motorista, pois nessas condições, a Kombi andava bem, mesmo não sendo a 1600, acho que muitas dessas "corujinhas" se perderam dessa maneira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito provavelmente, principalmente pelo fato estabilidade não ser dos melhores na Kombi, infelizmente.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!