sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Uma história de um Fusca pra lá de nervoso!

Se você marcar bobeira, esse post pode ter o final da sua descrição de maneira mais rápida que esse Fusca. Se você está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like básico na página do Facebook assim como seguir o blog, tudo aqui a sua direita. Dessa maneira você fica sabendo de tudo o que rola por aqui.
Hoje em dia, a internet nos permite que um fato gravado seja compartilhado com muita gente. Quando o vídeo é muito diferente ou tem um fator que o faça muito legal, ele é compartilhado no Youtube, nas redes sociais e principalmente pelo Whatsapp. Quando você assistir ao vídeo que está ao final do post, muito provavelmente você vai se lembrar da "propaganda" que esse Fusca teve nos últimos dias na internet.
Muito provavelmente você deve ter recebido no Whatsapp durante as últimas semanas o vídeo de um Fusca dos anos 60, no estilo RatLook dando muito trabalho para alguns motociclistas que estavam a bordo de motos com grandes cilindradas. Em um primeiro momento, confesso que pensei que fosse até computação gráfica, pois o Fusca era realmente era muito veloz e tinha uma retomada fora do normal. Outra hipótese que eu havia levantado naquela ocasião era de que esse vídeo não tivesse sido gravado aqui no Brasil, mas vendo as placas do carro e também os motociclistas falando em português, vi que ele também foi produzido aqui.
Pois bem, desde aquele dia eu fiquei encucado com aquele carro. Não sabia de quem era, nem tampouco se ainda conservava o fantástico motor boxer VW. Mas todas essas dúvidas me foram sanadas por uma pesquisa feita "sem querer".
Ontem, lá estava eu assistindo a minha emissora de TV predileta, o Youtube. O site que mais tem vídeos no mundo, a cada dia, vem me fazendo substituir a TV por vídeos de excelente qualidade. Quando estava eu assistindo ao vídeo, este que aparece ao final do post estava de sugerido. E eu não tive dúvidas: Era o Fusca com o desempenho fora de sério que eu havia recebido o vídeo.
Ao assistir os poucos minutos produzidos (e com maestria, diga-se de passagem) pelo canal Auto Super, eu pude ver que tudo aquilo que eu imaginava sobre aquele carro era um pouco diferente. O Fusca 1965 do vídeo, chamado de "German Rato", pertence ao "Tiozão do Fusca". O bacana é a história do carro e também a história do dono que, ainda que de uma maneira rápida e objetiva, acabou contando que esse Fusca foi adquirido após um triste fato acontecer: O furto de um outro besouro que ele tinha anteriormente.
Para a alegria dos amantes da mecânica clássica VW, como eu, este carro conserva a mecânica original, porém com uma preparação violenta aliada à um turbo, que dá a esse Fusquinha um desempenho excepcional.
O vídeo é muito bacana, com certeza vale a pena guardar na memória mais uma história interessante que circunda ao redor de um carro clássico.
Veja:

 

6 comentários:

  1. Antes mesmo de entrar aqui no seu blog eu já tinha visto esse vídeo, esse Fusca não é do meu estilo preferido, mas é uma bela máquina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o vídeo desse post eu não tinha visto, mas aquele dele andando junto das motor parece de outro planeta..hehehe
      Aliás, o que esse Fusca anda não é brincadeira.

      Excluir
    2. Eu vi os das motos e esse, o cara que fez o motor desse Fusca acertou em cheio.

      Excluir
    3. Não sei qual foi a combinação de peças, mas o câmbio longo também contribuiu e muito com a final desse carro.

      Excluir
    4. Ah sim... um Fusca com turbo tem que ser com câmbio longo do SP 2, senão não vai.

      Excluir
    5. Sim. Qualquer VW a ar que tenha a preparação voltada para uma melhora da final precisa do câmbio 8x31.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!