quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Como eram as frotas de empresas antigamente

Depois de um dia sem postar, cá estou eu de novo com uma contribuição pra lá de especial. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like básico na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog. É simples, fácil e os dois cliques estão aqui, a sua direita.
Se nós pararmos para analisar hoje em dia qual é a frota de carros que temos rodando pelo nosso Brasil, com certeza iremos ver muitos carros iguais. Alguns, com muita tecnologia e projetos acertados, outros um tanto atrasados na engenharia e vendidos por um preço muito fora da realidade. Nossa frota que, um dia foi cheia de carros diferentes e coloridos, se transformou em um enorme número de carros um tanto parecidos e com cores neutras. Além dos carros de passeio, nós também temos os utilitários, que compõem uma boa parte do trânsito. Esses, do passado para cá, ganharam muita tecnologia, mas sempre mantendo o mesmo propósito: Rodar muito, ter uma manutenção barata e um consumo muito baixo. A grande maioria desses veículos vem, há muitos anos, cumprindo sua proposta.
A foto que aparece ao final do post é uma contribuição especial. Se eu não falasse quem me enviou esta foto, com certeza os seguidores assíduos desse blog saberiam sem muito "esforço mental". Esta imagem me foi enviada pelo meu pai através do Whatsapp, juntamente de muitas outras fotos de veículos utilitários que integravam frotas de grandes empresas. Algumas delas não existem mais, e outras ainda tem sua marca gravada em muitos produtos que usamos diariamente.
Dentre as imagens recebidas, esta que aparece no post me chamou bastante atenção, e o motivo é super simples: Há um VW a ar nela. Na foto, aparece uma Kombi corujinha que pertencia a Havaianas, tradicional fábrica de chinelos que todo mundo conhece. Esta imagem é uma leve prova de que a fama de durabilidade dos veículos utilitários não é de hoje, mas com certeza onde a característica de um carro durável para o trabalho ficou conhecida por meio da Kombi. A velha senhora usava o mesmo conjunto mecânico do Fusca, tento apenas caixas de redução nos eixos traseiros para um melhor torque quando carregada. Essa simples receita fazia da Kombi um carro barato de se manter e com uma relação custo x benefício fantástica para quem precisava de um carro para o trabalho.
A foto é pra lá de nostálgica e até independe de uma descrição, visto que ela remete um passado muito bacana de nossa frota brasileira de veículos.
Quero agradecer mais uma vez ao meu pai pela contribuição.
Veja:

 

10 comentários:

  1. Olá Galera! Olá Filhão!! Antes meus agradecimentos pela elogios, e saiba que isso é o mínimo que eu possa fazer... Alguns outros Amigos, que acessam o seu blog e isso é sinal de um enorme prestígio para você, a por extensão pra mim é para todos que acessam, que se sintam à vontade para enviar fotos, matérias, desses carros maravilhosos, máquinas que nos remetem a um.passado não muito distante, isso é fantástico! Não sou o "blogueiro" mas saibam que toda e qualquer contribuição será sempre muito bem vinda, e gratificante, embora nada se compara à sua visita, e seu like...Filho e amigos, a TODOS meu Forte abraço e obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, mais uma vez! O Sr. está mais conhecido do que eu nessa página...hehehe
      É esse tipo de conteúdo que faz o blog continuar no ar. Grande beijo!

      Excluir
  2. Como sempre mais um pelo Post,ainda maís falando sobre esse carro que marcou a minha vida ,pois foi em uma Kombi corujinha que eu ia pra escola no primeiro ano do primário.
    Apesar que 1997 que foi o ano em que eu entrei na escola ,essa Kombi já era um carro bastante antigo , mesmo assim ela fez o transporte escolar naquele ano ,já no segundo ano já foi outro modelo de Kombi e assim foi até 2007 indo pra escola de Kombi.Mais até hoje quem faz o transporte escolar na zona rural de Itapeva são as Kombis.








    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Josiel, como o mundo é pequeno...não sabia que você era de Itapeva. Morei em Buri por 7 anos. Quanto as Kombis, até hoje elas lideram nas preferências das pessoas que fazem transporte escolar dada a facilidade de manutenção. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
    2. Mundo pequeno mesmo,eu morei lá até os meus 17anos kkk

      Excluir
    3. Fui muito para Itapeva nesse tempo. Como Buri não tinha nada, para resolver as coisas tinha de ir até Itapeva...hehehe

      Excluir
  3. E as Havaianas, assim como a Kombi, quando quebrava, podia ser consertada na base da gambiarra (quem nunca colocou prego nas Havaianas???) Hehehehehehehehehehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que atire a primeira pedra quem nunca fez isso!
      (Ou se a sola do sapato começa a soltar e a gente dá um banho de Super Bonder pra colar de novo...hehehe)

      Excluir
    2. Opa... isso eu também fazia direto, aliás, faço até hoje hehehehehehehehehe.

      Excluir
    3. As pessoas as vezes se esquecem que é preferível consertar as coisas...hehehe
      Aliás, está aí algo que eu adoro fazer. Pegar um tempo livre e consertar algo.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!