quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Um MP Lafer espetacular!

Eu acredito que falei pouquíssimas vezes desse carro aqui, mas sem sombra de dúvidas é um ícone da indústria automobilística nacional. Se você está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like básico na página do Facebook e de seguir o blog logo abaixo, tudo aqui a sua direita.
A nossa indústria automobilística nacional desde o seu início passou por diversas fases. No início, a sua maior preocupação era a acessibilidade das pessoas para terem um carro, por mais simples que ele fosse. Quando os automóveis começaram a tomar conta do nosso país, começou a grande concorrência entre montadoras. Na época da crise do petróleo, as montadoras precisaram se adequar fabricando carros menores e com motores pequenos (o que já acontecia na VW com os Fuscas e derivados antes desse fato). Mas, de toda a história de nossa indústria nacional, com certeza o momento que exigiu mais "adaptação" e criatividade por parte das montadoras foram as décadas de 70 e principalmente de 80, quando as importações eram proibidas e as montadoras nacionais precisavam cobrir o nicho de mercado que houvera sido deixado pelas montadoras que não estavam instaladas no Brasil. Desta feita, nasceram muitos carros nacionais (principalmente esportivos) que fizeram muito sucesso por aqui e tinham um acabamento e muitas vezes um desempenho muito melhor perto dos carros que estávamos acostumados. O bacana é que esses carros geralmente tinham mecânica 100% nacional (e doada por algum outro carro) e eram dotados de muitos recursos até então comuns apenas em carros importados.
Desta época nasceu a Puma, Santa Matilde, as criações da Dacon, o Miura, MP Lafer e outros modelos. Eu particularmente adoro essa fase da nossa indústria por toda a criatividade aplicada nos modelos, ainda que seja apaixonado por marcas que tenham, em boa parte da sua operação por aqui, fornecido carros importados, como a Alfa Romeo, por exemplo.
O carro que aparece no vídeo do final do post é exatamente dessa época de ouro. O MP Lafer era um veículo de fibra fabricado pela Lafer (que existe até hoje). O modelo tinha linhas inspiradas no clássico inglês MG (temos um post aqui de uma réplica deste carro usando a mecânica VW a ar, simplesmente fantástico!) e tinha um acabamento fantástico para a época. Aquilo que eu considero mais bonito nesse carro é o fato dele ser conversível, tornando-o ainda mais parecido com o MG. A mecânica era a mesma do Fusca, provando que o projeto era versátil a ponto de atender um utilitário (como a Kombi) e um esportivo (Como o SP2, Puma, etc) com poucas alterações no conjunto.
O exemplar do vídeo pertence ao Sr. Fernando Miranda e é ano 1977. Nos pouco mais de quatro minutos a história do carro é contada assim como a restauração do clássico é comentada.
Veja:

 

7 comentários:

  1. E hoje esses MP Lafer estão tão caros quanto na época em que eram fabricados, com a diferença que na época em que eram fabricados, os hoje tiozões não podiam comprar quando eram jovens na época e hoje eles podem.

    Mas esse MP Lafer do vídeo em especial eu gostei muito por causa do painel preto e não de madeira em contraste com a carroceria vermelha, deixou o carro com um visual interessante e fora do comum "carro de tiozão" que normalmente esses carrinhos têm.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei se todos os MP Lafer tinham o painel com essa imitação de madeira, mas de fato o painel preto ficou muito bonito em virtude do tom de vermelho do carro. Ainda que esse carro tenha um visual muito mais comportado que o de uma Puma, por exemplo, é bacana trazer o ar esportivo para esses carrinhos, porque, querendo ou não, quando um cara comprava um carro desses na época não buscava o mesmo desempenho que o de um Fusca..hehehe
      E quanto ao preço, é um problema de muitos carros. Tem muita gente viajando na maionese na hora de anunciar.

      Excluir
  2. Não, inclusive o desempenho de um MP Lafer, apesar do motor 1600, era inferior ao do Fusca com o mesmo motor e a intenção das pessoas que compravam esses carros nem era o uso esportivo, mas sim ter um carro diferenciado que era símbolo de status na época, o esportivo era o Puma, o que eu quis dizer é que esse MP do vídeo, por ter o painel preto, invés de painel de madeira, ficou com um visual menos careta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curioso é que, por ser de fibra, era bem mais leve e deveria andar mais. Eu acredito que o painel preto desse MP Lafer deve ter sido revestido em couro ou algo do gênero.

      Excluir
    2. Mas o problema é a aerodinâmica.

      Excluir
    3. O parabrisa retangular daquela maneira deve segurar um vento danado..hehehe

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!