quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Alguns tipos e diferenças entre kits de freio a disco para Fusca

Realmente esse vídeos do exterior só nos mostram peças cheias de charme e requinte. Dá gosto de ver todas as melhorias que são apresentadas para os VW a ar vindas de lá.
Por muitas vezes quando se fala de algum carro antigo para alguém, a pessoa acaba questionando a eficiência do sistema de freios de um carro clássico. Para muitos, um sistema desenvolvido há algumas décadas, tende somente a dar problemas e sujeitar o proprietário de um carro antigo a acidentes. Pois bem, não é bem assim como alguns leigos no mundo automobilístico podem pensar.
Ter um carro antigo com certeza não significa ter um carro instável no quesito dirigibilidade. Um clássico com os freios em dia e com as devidas manutenções feitas de forma correta, sempre conseguirá parar quando necessário. Obviamente, os freios de antigamente perto dos sistemas dos carros atuais tem uma eficiência reduzida (principalmente comparado aos freios ABS, que contam com uma tecnologia fantástica), mas dão conta do recado quando se passeia em um clássico.
Sem sombra de dúvidas, uma melhoria bem acertada nos freios de qualquer carro pode ser bem vinda. No início dos anos 70, alguns modelos de Fusca no Brasil (que tinham a suspensão de pivôs) receberam freios a disco na dianteira. Essa melhoria também se estendeu as Variant e toda a linha com motor plano, além disso, a Brasília já nasceu com o recurso. Nessa época, muitos proprietários buscaram essa melhoria, visto que o freio a disco é um projeto mais recente se comparado com o sistema a tambor. Para quem tinha suspensão de pivôs, era fácil, bastava somente trocar as mangas e comprar um kit de freio a disco. Quem tinha suspensão de embuchamento (dos Fuscas mais antigos), acabava buscando esse recurso em adaptações.
Com o tempo e claro, com a chegada da internet, diversos kits de freio a disco para VW a ar começaram a ser vendidos e, uma das novidades mais recentes, é a montagem de freio a disco com suspensão de embuchamento, como comentei no post relacionado às mangas de eixo.
Por uma alta procura pelo tema e também afim de divulgar seus produtos, a EMPI postou um vídeo que mostra as suas soluções para o freio a disco. Nos kits, são mostrados produtos aplicáveis a Fusquinhas e derivados com rodas quatro e cinco furos. Algo que eu particularmente nunca tinha visto em um kit desses e apareceu no vídeo são as pinças de freio flutuantes, presentes praticamente na totalidade dos carros atuais.
O kit para rodas cinco furos até permite que a estética das rodas seja mantida, principalmente se a parte central do disco (a que fica exposta caso não se use calotas) for pintada de preto, como é um tambor originalmente.
O vídeo ensina a montagem e outros detalhes do sistema de freios. Vale a pena assistir.
Veja:

 

2 comentários:

  1. Aqui também tem esses discos de freio para rodas de cinco furos, mas é uma nota.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade todos esses kits continuam muito caros, infelizmente.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!