sexta-feira, 14 de outubro de 2016

50 anos vistos pelo retrovisor

Quando se diz o ditado de que "Uma imagem vale mais do que mil palavras", é exatamente fatos como esse do post de hoje, que a dita popular quer se referir.
Nos últimos anos com o avanço da internet e um maior interesse das pessoas em buscar e reviver o passado, muita coisa que estava guardada há muito tempo em lugares que nem poderíamos imaginar foram mostradas e divulgadas para que as pessoas pudessem admirar algo do passado. Uma das maiores formas de registro possíveis e que a cada dia pode retratar mais ainda o passado é a fotografia, que no caso de hoje, me traz algumas lembranças.
A imagem que aparece ao final do post foi tirada há exatamente 50 anos atrás, em 1966. Eu particularmente não me identifiquei com aquilo que aparecia na foto, mas sim com a localização dela. Esta foto foi tirada na Rua da Consolação, em São Paulo. Como eu disse outras vezes aqui, eu passei boa parte da minha infância na Capital e andei muito pelas ruas do Centro acompanhado principalmente da minha mãe. Um dos "passeios" que eu fazia todos os dias era subir a Consolação de ônibus, estudar na Escola Estadual Professora Marina Cintra e descê-la a pé no final da tarde. Aquela época me remete lembranças muito boas e saudáveis de um tempo que não volta mais.
Esta foto, como toda e qualquer imagem urbana do século passado e que mostre um trecho do trânsito, é tomada com uma grande infinidade de Fuscas. Lembrando que isso foi em 1966, onde não tínhamos chegado nem ao ápice de vendas que se fez nos anos 70. Na imagem, vemos também que a maioria dos táxis também eram Fuscas. O VW era uma grande alternativa para quem rodava bastante e buscava uma autonomia maior em relação à maioria dos carros que tinham grandes motores.
Veja:

 

4 comentários:

  1. O interessante é que não tinha nenhuma faixa dividindo as mãos da rua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem canteiro central, como é atualmente na Consolação.

      Excluir
    2. Ah é... são canteiros, não faixas...pode crer.

      Excluir
    3. Acredito eu que houveram faixas antes dos canteiros. Existem alguns cantos da Consolação que ainda tem os canteiros ao estilo antigo, como na Av. Ipiranga, por exemplo.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!