sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Uma Kombi de muita personalidade!

Se você gosta, assim como eu, das Kombis corujinhas, muito provavelmente você vai curtir esse post.
Quando alguém nos fala sobre um carro clássico, por diversas vezes nós imaginamos apenas os carros muito antigos e absolutamente originais. Com toda a certeza, essa concepção de carros clássicos que temos está correta, pois nos lembramos de um carro antigo no aspecto em que se é mais comum de se ver. No entanto, essa "primeira lembrança" de muitos, não se faz regra para tornar um modelo ou exemplar clássico.
O carro que eu trago para vocês hoje não trás uma história onde o dono me relatou, mas sim uma história que o dono relatou para todos, por meio do Youtube. Essa simpática corujinha que aparece no vídeo pertence ao Anderson, e é ano 1974. Esta Kombi é de uma época em que apenas o modelo tinha esse visual mais "clássico" como os modelos mais antigos, dos anos 60.
Como é mostrado no vídeo, o Anderson batalhou bastante para restaurar a Kombinha, fazendo uma alteração na estética tornando o exemplar bem parecido às Kombis Luxo, também da mesma época. Configuração esta que tinha a pintura "saia e blusa" e diversos outros frisos presentes na carroceria além de outros detalhes em relação à Kombi STD. A grande realidade é que essas Kombinhas independente da configuração são absurdamente simpáticas.
Outro detalhe bacana é o nome que foi dado a Kombi, Noêmia. Esse nome se deu em homenagem à sua avó, e não deixou de ser uma maneira de tornar a Kombinha melhor aceita na família.
O vídeo fala por si e, ainda que curtinho, é muito bacana!
Veja:

 

4 comentários:

  1. O cara fez uma Kombosa legal gastando relativamente pouco, mas é impressão minha, ou ela está sem o vidro traseiro??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também pensei isso...será possível que é tão transparente que não dê para enxergar? hahahaha

      Excluir
  2. Existem janelas tipo safari para vidros traseiros também, mas não é o caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! E se fosse safari daria para ver as hastes que seguram o vidro quando aberto...

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!