domingo, 4 de setembro de 2016

Instalação de Hotspark em Fuscas e outros VW a ar

Esse é o tipo de post que nos coloca para pensar em diversos sentidos. É por isso que há muito tempo eu tinha a intenção de falar sobre esse assunto, que popularizou-se no mundo dos antigos há pouco tempo.
Muitas vezes os donos de carros antigos adoram sentir todas as características da dirigibilidade de seus carros, mas, em virtude de tanta tecnologia e avanços na engenharia que apareceram nas últimas décadas, em um momento ou outro nos vemos na necessidade de buscar alguma melhoria em algum setor de nossos carrinhos. Uma melhoria feita em um carro antigo muitas vezes não está relacionada à sua potência, mas pode ser algo que implica em um maior conforto, em alguma comodidade, na adição de algum recurso não disponibilizado originalmente por algum modelo ou diversos outros tipos de melhorias. A melhoria que trago para vocês hoje (e que não é nenhuma novidade para muita gente) não tem uma relação direta com um aumento de desempenho ou em uma melhora de consumo de um clássico, mas é uma excelente forma de eliminar uma variável que, na ausência de uma manutenção periódica, pode lhe deixar "na rua" em algum momento.
No início dos anos 80 a indústria automobilística nacional nos trouxe uma novidade que revolucionou os sistemas de ignição da época e que surpreendeu a grande maioria das pessoas que se interessavam por carros: A ignição eletrônica. Esse sistema de tanta simplicidade que parecia tão complexo às primeiras vistas, dispensava o uso do platinado e do condensador, e tinha um módulo que fazia praticamente todo o "serviço" do conjunto. Um dos primeiros carros a receber esse sistema foi o Gol com motor refrigerado a ar, herdado do nosso querido Fusquinha.
Com essa novidade vindo tão a tona com o decorrer dos anos, muitos donos de carros antigos (Fusquinhas, Opalas, Ford's e muitos outros) substituíram os seus distribuidores a platinado para a instalação de um kit de ignição eletrônica para o respectivo modelo. Essa modificação é, sem dúvidas, muito benéfica, visto que não se tem mais a variável de um platinado desgastado deixar de funcionar. Obviamente, o sistema a platinado serve muitos carros antigos até hoje sem muitos problemas, visto que é um conjunto totalmente mecânico e não tem a possibilidade de dar uma pane eletrônica.
No entanto, muitos kits de ignição tinham um contra em relação aos sistemas originais: Muitos dos distribuidores eletrônicos não tinham uma curva de avanço exatamente compatível ao motor em que estava sendo montado, ao contrário da grande maioria (para não dizer a totalidade) dos distribuidores que saíam de fábrica nos modelos. Hoje em dia isso pode ser corrigido fazendo a desmontagem do distribuidor e limitando mecanicamente a curva de avanço do distribuidor. Isso é válido para distribuidores a platinado e eletrônicos. Se você pretende fazer um serviço desses, existe um post no marcador de Mecânica que conta com dois vídeos ensinando o procedimento.
Junto com a modernidade nas peças de carros, nós ganhamos muitas vezes, a praticidade. Hoje em dia é totalmente possível ter um sistema com o funcionamento exatamente igual (e com a mesma eficiência) de de uma ignição eletrônica com o distribuidor original, ou seja, não tendo como variável uma diferença na curva de avanço. Isso é possível graças ao Hotspark, que é um conversor de ignição (a grosso modo, um sensorzinho que faz a "mágica" toda) que vai montado no distribuidor substituindo o platinado, substituindo a sua função e eliminando a necessidade do condensador.
A instalação ainda é mais simples. Basta se desmontar o platinado (em muitos casos a retirada do distribuidor nem se faz necessária), montar o hotspark no lugar (é recomendado o uso de pasta térmica entre a mesa do distribuidor e a parte inferior do Hotspark, caso seu distribuidor seja o do modelo tampa baixa, onde o sensor é separado de seu suporte, é recomendado o uso da pasta nessa junção também) e fazer a ligação elétrica, que é absolutamente simples: O fio vermelho é o positivo da bobina (polo 15) e o preto é o negativo (polo 1).
Em minha opinião o ajuste do avanço aliado à esse upgrade dá um resultado excepcional. Mas é claro, isso também depende do ponto que seu carro está. Se você como eu não tem uma pistola de ponto, é possível fazer o ajuste estático (com um multímetro através do teste de continuidade elétrica) do ponto e montar o hotspark com o distribuidor no lugar. Em alguns distribuidores, devido ao fio da ligação do platinado passar por um espaço muito pequeno, pode haver a necessidade do corte dos fios e a montagem de novos terminais após os cabos serem passados.
Abaixo eu trago três vídeos sobre o assunto, para que tudo fique mais claro. Um é de uma instalação dinâmica em um motor de Fusca (existem Hotspark para diversos modelos, eles são fabricados com base nos distribuidores, o que facilita a aquisição) e outros dois do Tonella, um da instalação em um distribuidor tampa alta e outro em um distribuidor tampa baixa.
Com certeza é muito interessante. Vale frisar que existem bobinas recomendadas para o melhor funcionamento do sistema, geralmente ás originais com platinado com potências específicas.
Veja:

      





 

6 comentários:

  1. Já tinha visto outros vídeos do Tonella instalando essa ignição Hotspark, mas será que ela é confiável??, pergunto pois, a primeira vista, ela parece um daqueles produtos "xing ling".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu escrevi esse post ele rendeu diversos comentários no Facebook. A grande maioria disse que não se arrepende da instalação. Em tese, como ele funciona quase como um sensor, não tem tanta "margem" para dar problemas...

      Excluir
  2. É eu sei que muita gente achou a Hotspark boa, mas a aparência dela parece dizer o oposto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a parte do sensor (a vermelhinha) me parece de um plástico bem frágil...

      Excluir
  3. Ola posso utilizar o HotsPark com uma bobina Bosch KW?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for a KW azul pode sim, sem problemas! (Desde que seja a bobina para platinado, logicamente)

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!