terça-feira, 13 de setembro de 2016

Fusca 1966 do Thiago: Um clássico característico dos anos 60

Sinceramente eu não sei de onde vem essa espetacular sequência de Fuscas dos anos 60 que vem aparecendo aqui no blog. A cada exemplar que aparece, fica mais difícil escolher o mais bonito ou que tem a história mais interessante.
Desde o início do blog eu sempre disse que sempre fui um grande admirador dos Fuscas dos anos 60, o ar clássico, cheio de frisos, cromados e motores comportados (1200 ou 1300) me encanta, além das simpáticas rodas de cinco furos com as calotas cromadas. Eu, independente do tempo que demorar, ainda quero ter um Fusca 1200, visto que é meu modelo predileto.
Esse Fusca 1966 super simpático que aparece nas fotos pertence ao Thiago Augusto. Eu me recordo que vi as fotos do carro dele em um grupo do Facebook que trata de VW a ar e, assim que pude olhar todas, não pensei duas vezes em convidá-lo para que o carro dele aparecesse aqui no blog. Uma das primeiras coisas que me chamaram a atenção nesse carro foi a cor, que, independente do tom de vermelho, casa muito com qualquer Fusca. Depois disso, foi por ser um 1966 segunda série, que já vinha com algumas diferenças em relação aos modelos do primeiro semestre do mesmo ano, muitas delas que já estariam presentes nos modelos 1300, no ano seguinte.
O Thiago quando comprou esse Fusca teve uma missão que é relativamente difícil. Quando da aquisição do carro, ele estava com uma carroceria de um Fusca 1974. Visando uma aparência externa mais próxima do original, ele localizou uma carroceria de um 1966 segunda série e realizou a troca juntamente com uma restauração bem profunda no carro. As fotos que aparecem ao final desse post refletem e mostram bem o resultado obtido no carro. O exemplar, que originalmente contava com o motor 1200, recebeu em algum momento da sua vida um motor 1300. É um carro que segue a personalidade do dono, mas que também é facilmente identificado como um Fusquinha dos anos 60.
O carro é muito bonito, e o brilho da pintura é sensacional!
Preparem os babadores e protejam os teclados!













Quero agradecer ao Thiago por ceder as fotos!
Quer ver seu carro aqui no blog? Me mande um e-mail. 

4 comentários:

  1. Fotos e vídeos de restauração, sempre são um show à parte.
    E o Fuskinha do Tiago parece que acabou de sair 0Km da loja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fuscas vermelhos são lindos demais, não tem jeito...hehehe Conheço um aqui perto, do mesmo ano, que me passa a mesma impressão...

      Excluir
  2. Sem dúvida o dono dele foi muito feliz em realizar a troca para a carroceria correta, pra ficar melhor, poderia ver se o 1966 se tratava de um primeira ou segunda série, mas como eu vi que o velocímetro dele não é o original e exclusivamente em 1966 teve as duas carrocerias, isso não faz muita diferença, mas o motor 1300 eu deixaria se fosse ele, não trocaria jamais pelo 1200 não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade algo que eu não coloquei no post (e só fui ver isso agora) é que ele se informou pelo número do chassi que se tratava de um 1966 segunda série. Não sei se foi proposital, mas ele conseguiu uma carroceria do mesmo semestre.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!