segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Uma Brasília diferente e muito harmoniosa!

Quando me deparei com esse vídeo no Youtube (do canal Fanáticos por antigos, este que já disse que sou um grande admirador), não pensei duas vezes em postá-lo aqui. Esse tipo de carro mostra que é possível fazer algo diferente em um carro comum, sem descaracterizá-lo e também sem manter toda a originalidade.
Como vocês sabem, a indústria automobilística no Brasil nos anos 70 e 80 vivia em uma época em que não eram permitidas as importações em grande escala. Por esse fato, as montadoras daqui tiveram de suprir uma fatia de mercado deixada pelas montadoras presentes apenas nos outros países. A saída que a indústria automobilística nacional tomou na época foi muito bacana e acredito eu que, se isso acontecesse novamente seria a melhor alternativa a ser tomada.
Esperemos em Deus que isso nunca mais aconteça, carros importados na sua grande maioria estão anos luz à frente de muitos dos nossos nacionais atuais, mas enfim...
Pois bem, a alternativa de nossa indústria foi criar alguns novos modelos com as características exigidas pelo público que ficara orfão na época: Naquelas décadas, haviam diversos carros diferentes em plataformas de carros nacionais (principalmente do Fusca), e muitos deles que se pareciam muito com veículos lá de fora, como a semelhança do nosso MP Lafer em relação ao inglês MG TD. Porém, muitas empresas que vendiam ou modificavam carros acabaram nos trazendo produtos mais do que exclusivos e totalmente nacionais, geralmente com uma "salada de peças" de outros carros. O maior exemplo nesse universo foi a extinta Dacon, concessionária VW que customizou diversos modelos, tornando-os exclusivos. Aliás, existe um post aqui falando de um modelo próprio deles e que me agrada muito: O Nick.
O carro a ser apresentado hoje também é inspirada na ideia de uma empresa muito parecida, a Lemos & Brentar, que foi concessionária da Puma (outra que estava "no mesmo barco") no Rio de Janeiro e que customizou pouquíssimas Brasílias com o famoso Puma Kit, que incluía diversos acessórios para Fusquinhas e outros VW a ar. Aliás, há pouco tempo eu falei do kit de dupla carburação Puma Kit aqui no blog e como nos dias de hoje você pode "replicar" a ideia.
Na época, a Lemos & Brentar customizou menos de 10 Brasilias com essa configuração, tornando-as raríssimas. William Rotea, proprietário desta Brasilia 1975, comprou esse exemplar (que era uma Brasilia comum até então) e a caracterizou como uma Brasilia Puma, os detalhes são ditos de uma maneira muito mais clara do que eu poderia os descrever.
Sem dúvidas esse carro ficou muito bonito e diferente por causa da frente preta. E claro, o veneno de leve na parte mecânica, o escapamento de Puma e outras coisas mais a tornam única.
E tem mais: Ainda que seja um carro que siga uma tendência dos anos 70, ele conta com um acessório muito atual e que, sem dúvidas é um ótimo upgrade: A alavanca de engate rápido da EMPI.
Vale a pena assistir.
Veja:



 

Um comentário:

  1. Não conheço essa Brasília pessoalmente, mas o dono eu já conheci, ele tinha também (não sei se ainda tem) um Fusca 1976 vermelho tão belo quanto essa "Brasa".

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!