sábado, 13 de agosto de 2016

Um pouco de São Paulo antigamente

No post de ontem eu comecei a descrição falando um pouco das limitações que a indústria automobilística sofreu por diversas vezes no passado. Tudo aquilo que eu disse foi somente para nos levar ao tema da parte elétrica, que aliás gerou um retorno excelente para o blog com muitos cliques. Quero agradecê-los mais uma vez por serem tão assíduos aqui no blog, acessando-o todas as vezes que notam que há uma nova publicação.
Com o passar dos últimos anos eu andei notando que tornei-me uma pessoa muito diferente do passado: Antigamente, eu observava as coisas e apenas memorizava muita coisa que via, como se fosse um fato diferente, sem procurar saber o seu porque. Nos últimos anos (principalmente depois que adentrei a esse mundo do antigomobilismo e comecei a escrever por aqui) aprendi não só a observar, mas como tirar conclusões e me questionar o porque das coisas serem de um jeito ou de outro. Isso com certeza não me tornou chato, mas me trouxe uma ótima bagagem de conhecimento. 
Eu tenho um hábito muito curioso que talvez não seja uma peculiaridade (tomara): Toda vez que eu vejo algo que usamos no dia a dia e enxergo a sua praticidade e/ou engenhosidade, sempre penso "poxa, o cara que inventou isso era absurdamente inteligente". E, consequentemente vou lá buscar saber quem inventou aquilo. Hoje, trago um registro para vocês que prova que a fotografia foi inventada por alguém com certeza muito inteligente, por ter pensado e idealizado alguma maneira de documentar as coisas da forma com que elas realmente são.
Ah...se você foi procurar no Google quem inventou a fotografia, não precisa, eu pesquisei por você: Foi Joseph Nicéphore Niépce. Segundo o Tio Google, ele foi o percursor dessa fantástica invenção. Eu também não sabia.
Pois bem, graças a ele hoje temos infinitas fotos da história. Uma delas é a que posto hoje. A imagem mostra a Avenida 23 de maio, em São Paulo, no ano de 1974. É impossível não comentar a infinidade de Fusquinhas que circulavam pelas ruas. Algo que evidenciou que a foto era dessa data é o Fusca que está atrás de um Opala táxi na faixa da direita (no canto esquerdo da foto), visto que seus paralamas já são do modelo mais novo, de 1973 em diante.
Veja e viaje no tempo por alguns instantes!

 

3 comentários:

  1. Muita gente está falando dessa foto nas redes sociais, porém, é por causa desse Fusca taxi da década de 60 que supostamente está torto, mas na verdade é uma ilusão de óptica, pois é só o para choque dianteiro dele que está, o que cria a falsa ilusão que o Fusca está torto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. A primeira impressão que tive era que o Fusquinha estava torto, mas de fato é seu parachoque.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!