segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Fusca 1967 do Rafael: Um clássico com marcas do tempo

Esse post já deveria ter ido ao ar há pelo menos uns dois meses, mas como nunca é tarde para se postar algo sobre clássicos, hoje vocês poderão admirar mais um exemplar um tanto bacana por aqui.
Como todos nós sabemos, a estrada da nossa vida não tem, pelo menos em nossa ciência ou em nosso conhecimento, uma rota definida. Nossa vida tem altos e baixos, vitórias e percalços, momentos tristes e felizes, mas nada que seja negativo pode influir nos nossos desejos, em nossos sonhos e principalmente nos nossos objetivos.
Há algum tempo atrás, eu fazia o primeiro post de um carro do Rafael Ferques, proprietário do Fusca que aparece nas fotos. Naquela época, ele tinha um fantástico Fusquinha 1959 muito original e íntegro, e foi um carro que além de muitas alegrias a ele também trouxe muitos acessos aqui para o blog. Esse 1959 do Rafael algum tempo depois da publicação do post acabou sendo vendido, uma ocorrência não tanto feliz para qualquer dono de um clássico. Ainda que não devamos ser materialistas, largar de um bem que se tem apreço (como um carro clássico para nós, antigomobilistas), geralmente é muito difícil, dadas as lembranças e tudo o que se conhece daquele exemplar. E ainda existe um outro fator: Muitas vezes nos perguntamos se acharemos um exemplar no mesmo estado (ou preferência) que aquele que vendemos ou até temos a intenção de vender.
Pois bem, algum tempo depois da venda do belíssimo Fusquinha 1959, o Rafael voltou a ter um Fusquinha, porém um tanto diferente. Antes, ele tinha um carro muito original, hoje seu exemplar vai na contramão da ideia anterior.
Esse Fusca 1967 azul que aparece nas fotos, como já disse, pertence ao Rafael Ferques. Este carro foi adquirido após ter sido visto pelo Rafael em um anúncio no OLX (aliás, tem foto até do anúncio) e desde a aquisição ele foi deixando o carro ao seu gosto. Mesmo com diversas modificações, o carro não perdeu o ar clássico dos Fusquinhas dos anos 60, que aliás tem aparecido frequentemente por aqui.
Na suspensão, o carro é rebaixado e conta com rodas com talas largas na traseira, além disso, as rodas que são laranja, hoje quando não são vermelhas, tem essas tonalidades como tendências muito utilizadas nos RatLook.
O motor é um pouco diferente daquilo que geralmente se espera de um Fusquinha dos anos 60: O carro conta com um motor "tork", nomeação dada aos motores boxer VW que saíram a partir de 1984, com algumas mudanças e com uma em especial que evidencia ainda mais um motor desses para um motor mais antigo: Os prisioneiros mais finos de 8mm, diferente dos motores mais antigos, que usavam prisioneiros de 10mm. Além disso, ele é levemente aspirado e é movido a álcool. 
Um acessório que torna esse Fusquinha muito peculiar é o escapamento 4x1 direto. Com certeza deve roncar muito alto. 
O carro tem 30 fotos, que aparecem abaixo. Vejam como o carrinho é bacana. Na última foto ele está junto com o "Mexirica", atual Fusca do ex dono do "Tomate", o Rodrigo, que também já apareceu por aqui.
Preparem os babadores e protejam os teclados!!


























 



Quero agradecer ao Rafael por mandar as fotos!
Quer ver seu carro aqui no blog? Me mande um e-mail. 

Um comentário:

  1. A vantagem é que o Fusca já veio com melhorias, como o motor 1600 e a capelinha do 1200.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!