sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Conhecendo e entendendo melhor a elétrica do Fusca e outros VW a ar

Se você chegou a esse blog por meio desse post, não se esqueça de deixar aquele like básico na nossa página no Facebook e se inscrever no blog, no canto inferior direito da página, ao lado do arquivo do blog. Posto quase que todos os dias, sempre tem conteúdo novo por aqui.
O Fusca e todos os VW a ar são provenientes de uma época muito diferente da indústria automobilística nacional. Antigamente haviam menos recursos de produção, menos tecnologia, a automação nas fábricas era muito pequena e muita coisa ainda era feita na mão, na raça. Os carros não tinham a melhor segurança do mundo, tampouco uma fantástica eletrônica embarcada. Sem sombra de dúvidas a indústria automobilística mundial cresceu e se desenvolveu muito nas últimas décadas, porém é válido o nosso reconhecimento pela engenhosidade aplicada nos automóveis clássicos, onde se fazia o máximo possível com pouquíssimos recursos e possibilidades em relação à hoje.
Por esse motivo, reparar e manter um carro antigo é algo, geralmente, muito acessível, e isso ocorre por um motivo muito simples: Como a simplicidade (aliada à durabilidade) imperava nos projetos dos veículos, era muito fácil se achar um defeito e se trocar uma peça. A funcionalidade era a prioridade.
Muitas vezes eu cheguei aqui e falei sobre mecânica de clássicos, ainda que meu conhecimento na área seja muito pequeno perto de muitos que acessam o blog. Porém, hoje venho falar de outro assunto voltado à manutenção e funcionamento dos clássicos que confesso, sei menos ainda: A elétrica.
Desde o início eu já adianto: Não sou dono da verdade, estou apenas tentando ajudar alguém...hehe
A parte elétrica de carros antigos, ao contrário de muitos carros atuais, é simples. Antigamente, os carros tinham poucos equipamentos elétricos, então o chicote era mais simples e com menos componentes. Ainda assim, pode ser algo relativamente complexo, então, vamos por partes.
A corrente elétrica de um carro geralmente tem um "caminho a se fazer": Ela sai da bateria (que é carregada por um alternador ou até mesmo por um dínamo, como nos Fuscas mais antigos) e é conduzida por um cabo relativamente grosso até a caixa de fusíveis, essa aqui:


Chegando aqui, ela é derivada para cada instrumento que o carro tem, como faróis, limpador de parabrisa, piscas e tudo mais. Para que não chegue um corrente muito alta caso exista algum problema no chicote elétrico em algum dos equipamentos elétricos do carro, existe um fusível para proteção. Na iluminação, os fusíveis são divididos para lados do carro, pois se caso o fusível responsável pela iluminação da lateral esquerda do carro queimar, por exemplo, ainda existe a iluminação do lado oposto. Mas, como tudo isso vai ligado?
Aqui está a resposta.


É só clicar na imagem que você entenderá todas as ligações a serem feitas. Aí está o esquema elétrico do Fusca e de todos os VW a ar. Dependendo do ano do seu carro, pode haver alguma variação, mas o "arroz com feijão" é esse. Caso você tenha dúvidas em relação à alguma ligação que não apareça ou que não esteja clara no esquema, o Tonella tem vídeos excelentes sobre o tema, principalmente na série da Kombi da Bianca.
Se você estiver trabalhando na parte elétrica do seu carro, reparando algo, trocando o chicote ou qualquer outro serviço, vai notar que existe um padrão em números indicando o que deve ser ligado em qual lugar. Para a grande maioria dos carros no mundo (inclusive os VW) é a norma DIN. Então, se você ler um número em um borne de um relê, por exemplo, através do código saberá onde este deve ser ligado. Além disso, as cores dos fios também seguem um padrão fácil de ser interpretado.
Abaixo você vê o significado de cada "número" da norma DIN:

1- (-) da bobina da ignição, distribuidor da ignição- baixa tensão. 
1a- (-) da bobina da ignição (ignição c/ dois circuitos separados).
 1b- (-) da bobina de ignição (ignição c/ dois circuitos separados). 
4- Saída de alta tensão da bobina de ignição.
 15- Saída (+) do comutador de ignição. 
30- (+) proveniente da bateria. 
31- (-) da bateria, ou terra, direto do chassis. 
49- (+) entrada para o gerador de pulso, pisca-pisca. 
49a- (+) saída do gerador de pulso, pisca-pisca.
 50- (+) saída do comutador de ignição para acion. do solenóide do motor part.
 53- (+) entrada para o motor do limpador para-brisa. 
53a- (+) entrada para 1º velocidade do motor do limpador pára-brisa.
 53b- (+) entrada para 2º velocidade do motor do limpador pára-brisa. 
53c- Bomba elétrica do pára-brisa. 
53e- Positivo intermitente do motor do limpador.
 53s- Saída do relê para velocidade intermitente do limpador de pára-brisa. 
54- (+) saída do interruptor de freio de serviço para acion. luzes de freio. 
55- Lâmpada da névoa.
 56- (+) saída da chave de luzes para o comutador do farol alto e baixo. 
56a- (+) saída do comutador do farol alto e baixo para luz alta. 
56b- (+) saída do comutador do farol alto e baixo para luz baixa. 
58- (+) saída da chave de luzes para as luzes de posição,sinaleiras.
 58l- (+) saída do fusível para as luzes de posição esquerdas.
 58r- (+) saida do fusível para as luzes de posição direitas.
 61- (+) lâmpada indicadora de carga do alternador. 
(B+)- (+) entrada para o alternador( ou regulador de tensão do dínamo). 
(D+)- (+) saída do dínamo ou do circuito de excitação do alternador (produção).
 DF- Campo do dínamo ou do alternador. 
U,W,V- Terminais do estator do alternador.
 X- Linha de exclusão de acessórios.
 L- Lado esquerdo. 
R- Lado direito. 
G- Sinal de sensor. 
71- Alimentação do relê da buzina.
 75- Rádio, isqueiro.
 76- Alto-falantes. 
85- Extremidade do enrolamento de relê (negativo). 
86- Extremidade do enrolamento de relê (positivo).
 87- Saída do contato(NA) da ruptura da comutação do relê.
 87a- Saída do contato(FF) da ruptura da comutação do relê.   

Espero ter ajudado!! 
 

3 comentários:

  1. Pessoal o esquema elétrico apresentado está totalmente correto, redondo e sem furos.
    Testado e recomendado
    Diogo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Palavra de quem realmente conhece e montou a elétrica nesse esquema.
      Valeu, Diogo!!

      Excluir
  2. E mesmo correto, redondo e sem furos, pra mim, ainda continua sendo como japonês em braile. :P :P :P :P

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!