terça-feira, 12 de julho de 2016

Momento nostalgia: Acenda os faróis nas rodovias!

De uns tempos para cá a face do povo brasileiro mudou muito em relação à antigamente. Nos tempos passados, a grande maioria das pessoas aceitava o que lhe aparecia e não contestava nenhum tipo de mudança que era atribuída a sua vida. Com o avanço dos anos e da tecnologia, o povo aprendeu a reivindicar por aquilo que quer e contestar por aquilo que não quer ou que não seja feito daquela maneira. Isso é muito sadio para que ambas as partes em um determinado assunto cheguem a um perfeito consenso.
Nesses últimos dias um assunto que tem dado muito o que falar é a lei sancionada pelo atual Presidente Michel Temer tornando obrigatória a utilização de faróis baixos nas rodovias mesmo de dia. Esse assunto gerou muitas opiniões divergentes e tornou-se um tanto polêmico.
Eu, particularmente, nunca tive problemas com a não utilização dos faróis. Essa prática eu já aprendi com meu pai que já a executa há anos. Embora as condições da grande maioria de nossas estradas, eu vejo essa lei como muito válida. Penso eu que não nos custa nada acender os faróis baixos quando estamos em rodovias. Isso deveria ser um hábito e não uma lei.
Em virtude de todo esse clima "pesado" que se formou sobre a criação da lei, trago uma foto que você, amante de VW a ar, poderá acalmar os ânimos independente da opinião. Esses dias achei essa foto Googlando por aí, onde um VW 1600 TL (Ou Variant TL) é parada e muito provavelmente é autuada pela Polícia Rodoviária por alguma infração que seu proprietário houvera cometido. O bacana desta foto é que, possivelmente nos anos 70 ou 80, o carro já estava com os faróis acesos.
O contexto da foto é bacana, já que ela mostra dois carros antigos, sendo um Fusca a viatura da Polícia Rodoviária. Um tempo de placas amarelas, que trazem por fotos amareladas pelo tempo uma época fantástica da indústria automobilística nacional.
Veja:

 

4 comentários:

  1. "De uns tempos para cá a face do povo brasileiro mudou muito em relação à antigamente. Nos tempos passados, a grande maioria das pessoas aceitava o que lhe aparecia e não contestava nenhum tipo de mudança que era atribuída a sua vida."


    Lógico, pois se contestasse, os "milicos" te matavam...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até mesmo nos tempo posteriores, o povo demorou para aprender a contestar...

      Excluir
  2. É... hoje o povo está contestando mais.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!