terça-feira, 26 de julho de 2016

Fusca 1967 do Carlos: Um exemplar fantástico!

É com muita alegria que começo a escrever o post de número 400 aqui do blog. Pela 400ª vez cá estou eu iniciando mais uma postagem, e sempre com a ideia de trazer novos temas a cada dia. Saibam, eu só estou escrevendo esse post hoje pelo fato de você (sim, você mesmo) que está lendo esse post sempre acessa a página. Todo tipo de comunicação precisa ter ao menos um falante e um ouvinte para se tornar efetivamente válida, e isso tem sido mais do que possível com a galera que tem acessado frequentemente. Muito obrigado!
Há mais ou menos quinze dias eu estava pensando no que postar quando esse dia chegasse. Pensei em algo sobre mecânica, algum vídeo interessante que eu achasse ou até mesmo um exemplar de algum amigo que pudesse contemplar esse momento especial. Dada a minha indecisão em relação ao que postar hoje, deixei que algo de interessante aparecesse ao longo dessas últimas duas semanas que se passaram.
Dias antes de ir ao encontro no Pátio Cianê desse mês, o Carlos, dono do Fusca 1973 que eu fotografei no evento de Junho me contou pelo Whatsapp que iria nesse próximo evento com seu exemplar predileto, seu Fusca 1967, que ele tanto havia me falado de maneira positiva.
Quando cheguei ao evento e conheci o carro pessoalmente, não tinha mais dúvidas com relação ao que postar no dia em que alcançasse os 400 posts. Com toda a certeza era esse exemplar que eu mostraria a vocês na ocasião de hoje.
Esse belíssimo Fusca 1300, ano 1967, azul real pertence ao Carlos. Eu tirei essas fotos no encontro para mostrar a vocês aqui, e tentei "caçar" os ângulos que vocês gostariam de ver. Esse carro foi comprado há 10 anos pelo Carlos, antes dele o carro pertencia ao dono de uma das maiores revendas (e agora concessionária) de carros usados daqui de Sorocaba, com apenas 69.000 km originais.
Hoje em dia o carro recebe um tratamento de primeira linha e só sai para passear em dias tranquilos. Dez anos depois, o carro ainda está com 75.000 km e em plena forma. Outro fato importante nesse tempo em que o Carlos é dono foi a obtenção da placa preta, devido ao alto índice de originalidade do exemplar.
Esse carro foi de uma época muito bacana na produção dos Fusquinhas, os anos 60. Como vocês já sabem, eu sou apaixonado pelos exemplares dessa época por causa das suas características. Se alguém me fala em Fusca, a primeira imagem que me vem a cabeça é um carro exatamente como esse. Além da década ser marcante, esse carro é do ano em que houveram poucas mudanças estéticas no Fusca, mas houve uma alteração que tornou-se efetiva até o final de produção dos Fuscas: O motor montado nos Fusquinhas aqui deixou de seguir o padrão do bloco alemão (Dos motores 1200 daqui) e com o upgrade para 1300 ganhou um pouco mais de potência além se seguir a tendência já existente nos outros países, que é o motor que mais vemos nos VW a ar, com a bomba de combustível (a do carro do Carlos é das bem antigas) ao lado direito do distribuidor, suporte do dínamo independente do bloco e outras mudanças. Esse ano também ficou marcado pela mudança do sistema elétrico de 6 para 12 volts e o início das rodas ventiladas.
O exemplar das fotos nunca foi restaurado, e se encontra em perfeitíssimo estado. Além disso, ele tem vários acessórios de época, como os botões "tigre", muito comuns na época.
As fotos falam por si, vejam e apreciem esse belo Fusquinha.
Preparem os babadores e protejam os teclados!!




















Quero agradecer ao Carlos por me permitir fotografar o carro!
Quer ver seu carro aqui no blog? Me mande um e-mail. 
 

7 comentários:

  1. Obrigado amigo pelo post

    ResponderExcluir
  2. Só um adendo... os Fuscas 1300 passaram a ser 12 volts em Janeiro de 1968, porém, como o sistema de 6 volts era pouco para o 1300 em 1967, suponho eu que essa alteração, alguns clubes tolerem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, eu já li em alguns lugares que o sistema elétrico passou a ser de 12 volts no início de 1968, mas em outros também dizendo que isso foi alterado no segundo semestre de 1967. Na verdade essa alteração na tensão do sistema elétrico geralmente é tolerada na obtenção das placas pretas, dada uma relativa dificuldade em manter o sistema de 6V em perfeita atividade para alguns...

      Excluir
  3. Isso... eu também já ouvi falar disso do segundo semestre de 1967, mas ai eu li, se eu não me engano ou no Fórum Fusca Brasil, ou na Fusca & Cia que o primeiro 12 Volts foi justamente em Janeiro de 1968, da mesma forma que eu também já ouvi falar que os clubes toleram motores 1300 no lugar dos 1200 desde esses sejam de um só carburador e a gasolina.

    ResponderExcluir
  4. Segundo que eu saiba, pelo Fusca Clube do Brasil, no meado do ano 1967, começou a saírem os 12v., Original de fábrica

    ResponderExcluir
  5. Segundo que eu saiba, pelo Fusca Clube do Brasil, no meado do ano 1967, começou a saírem os 12v., Original de fábrica

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!