terça-feira, 19 de julho de 2016

Conhecendo e diferenciando os modelos de escapamento 4x2, o "Capetinha"

Se você chegou a este blog por meio desse post e gostou do conteúdo que ele apresenta, não deixe de curtir a página do Facebook e seguir o blog, no canto inferior direito da página, depois do arquivo do blog. Sempre tento trazer conteúdos como esse e também diversos outros assuntos voltados a VW a ar de todos os estilos.
O bacana de se ter um VW a ar (e alguns outros carros — principalmente alguns antigos — também lhe proporcionam isso) é que você tem inúmeras receitas de preparação de um motor, seja para uma melhor velocidade final, para otimizar o torque em baixa rotação ou qualquer outro fator que você queira melhorar no teu motor. Muitas vezes alguns donos de VW a ar querem dar uma leve apimentada no motor mas não tem toda a grana possível, então estes (inclusive eu) sempre procuram as soluções mais baratas possíveis e que ofereçam, dentro da realidade, o melhor resultado possível.
A galera que prepara os carros ou até mesmo que quer dar a um Fusquinha ou outro derivado um aspecto mais esportivo acaba trocando o escapamento, peça relativamente barata e que sem sombra de dúvidas deixa o teu motor com um ronco diferenciado e em alguns modelos pode até melhorar levemente o desempenho. Claro, só um escapamento novo não faz milagres, mas existe ali uma melhora proporcional ao tamanho da modificação feita pelo carro.
Se nós procurarmos escapamentos de Fusca para vender em autopeças, lojas online, sites de busca e até em desmanches, nos deparamos com uma infinidade de modelos nos mais diversos preços que se pode imaginar. Diante de tantas oportunidades, você precisa escolher qual é o escapamento que melhor se adequa ao seu carro, atendendo às suas expectativas em um preço honesto.
Mas, qual escapamento escolher? Essa pergunta é difícil em virtude da resposta ser muito relativa. Eu acredito que depende muito do carro, do seu objetivo e também do preço. Se você tem um carro todo original e não tem a pretensão de modificá-lo, um escapamento original ficará (pelo menos ao meu gosto) muito bacana (aliás, eu adoro o ronco do escapamento original com as ponteiras finas que "assobiam" em alta rotação), se você não é preso a originalidade, um escapamento de Puma, um EMPI GT, um dimensionado 4x1 e diversos outros modelos poderão lhe atender super bem. Além desses todos existe o escapamento mais popular e com toda certeza um dos mais acessíveis, o 4x2 dimensionado, mais conhecido como "Capetinha".
O "Capetinha" foi um escapamento muito utilizado nos VW a ar nos anos 70, principalmente pela galera jovem que queria que seus Fusquinhas fizessem "mais barulho" do que o normal. A vantagem é que este escapamento no seu primeiro projeto (há quem o chame de "Capetinha verdadeiro") tem os seus tubos dimensionados de forma com que todos os cilindros obriguem os que gases queimados pelo motor façam um "caminho" de mesma distância e com menos restrições possíveis, fazendo com que não exista, ainda que muito pequena, uma restrição para que os gases sejam "jogados para fora". Existem hoje no mercado diversos modelos de Capetinha com algumas modificações, e a partir de agora você poderá ouvir todos eles por meio dos vídeos abaixo, assim você poderá escolher algum modelo em particular ou até mesmo descartá-lo da sua lista como uma das opções de escapamento para o seu Fusquinha.




Esses três vídeos acima são do Capetinha cruzado com abafador. Ele é chamado de "cruzado" pelo fato dos condutores dos gases (no caso as bengalas e o escapamento propriamente dito) formarem uma letra X em sua posição física dentro do abafador, que fica próximo as ponteiras e é bem menor que o original. O primeiro vídeo é uma propaganda da loja Bunnitu, tradicional em vendas de peças para antigos, onde é feita uma comparação do escapamento original ao Capetinha. Os vídeos que originaram esse da loja são do canal do YouTube do "Fusca da Drika", que por sinal eu recomendo fortemente a inscrição por parte de vocês. Muitas vezes esse modelo é oferecido com as ponteiras cromadas do Puma, ideais para quem quer manter uma ponteira cromada para manter o visual mais conservador.



Esses dois vídeos são do Capetinha direto, sem abafador. Eu particularmente já vi pessoalmente um Fusca com um desses montado funcionando e posso dizer que o ronco é muito alto, principalmente em relação ao modelo com abafador dos vídeos acima.



Estes vídeos também são do Capetinha cruzado, com abafador. Porém estes aqui usam ponteiras mais largas (grossas) que imitam as do Dodge. Esse escapamento é o mesmo utilizado no motor 1600 que apareceu em um vídeo que postei em que ele estava funcionando em um cavalete. Essas ponteiras mudam ligeiramente o ronco e também oferecem uma diferença bacana no escapamento original. Os vídeos geralmente acabam não trazendo um som 100% fiel, mas é muito próximo do que você encontra pessoalmente.
Se você quer saber mais sobre outros modelos, existem outro vídeos na internet e aqui também há um post sobre o EMPI GT em inox da EMPI. Espero que eu possa ter lhe ajudado na escolha de seu escapamento!

6 comentários:

  1. Capetinha sem abafador, sem chance, barulhento demais. Escapamento para Fusca eu gosto mesmo é daqueles que têm a saída na lateral direita do carro, atrás da roda traseira direita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O capetinha com abafador até me agrada, mas eu curto mesmo é o escapamento original, com as ponteiras finas.

      Excluir
  2. Sim, entendo, por causa do assobio que elas proporcionam.

    ResponderExcluir
  3. Aonde consigo comprar essas ponteiras fina para Kombi 97 ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas ponteiras de Fusca (sejam originais ou não) são fáceis de encontrar em qualquer loja de acessórios, autopeças ou até mesmo no Mercado Livre...

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!