terça-feira, 14 de junho de 2016

Fusca 1972 do Tiago: Potência é o que não falta!

Quando você ler o título do post, não se assuste: É só mais um Fusca ao estilo "foguetinho" que estaciona aqui na página.
Como vocês sabem, eu sou um grande apaixonado pelos VW a ar e principalmente por sua mecânica, sinônimo de durabilidade e engenhosidade acertados em um conjunto de peças, mas hoje eu trago um boxer que não é necessariamente um VW. Aliás, é a primeira vez que eu posto algo desse tipo por aqui.
Este belo Fusca 1972 azul pavão que aparece nas fotos pertence ao Tiago. Para quem vê um carro desse por fora andando nas ruas imagina que é mais um clássico customizado e preparado como outros que temos por aí. Porém o ronco deste carro não deixa ninguém ser enganado.
Por trás de todo o visual clássico, pelo fato de manter frisos e outros detalhes característicos de um Fuscão 1500 1972 aliado à algumas modificações como as rodas, tamanho dos pneus, um Ragtop (muito semelhante ao do Pedrinho, do Fusca 1973 que eu já postei), alguns acessórios internos como volante Flat GT4, pedal do acelerador billet roll EMPI, alavanca de engate rápido EMPI, contagiros da linha clássica da Cronomac (igual ao do vídeo da instalação de um post de dias atrás) e muitos outros acessórios, o Fusquinha guarda abaixo da tampa do motor um segredo onde cabem 178cv.
A principal modificação deste carro está na troca do motor: Neste Fusquinha o simpático motor boxer VW foi aposentado para a instalação de um motor Subaru EJ22, também boxer. O motor que originalmente equipa os Impreza e Outback, modelos da Subaru, foi adaptado ao Fusca com algumas melhorias.
O EJ22 tem sido um motor escolhido por muitos que buscam a performance em seus Fuscas. Este motor tem um característica em comum com os motores VW originais: Também são boxer. Aliás, a Subaru tem uma "linha de motores" EJ, onde mudam algumas características assim como sua cilindrada.
Neste carro em especial, o EJ22 recebeu uma injeção eletrônica Pandoo, uma otimização nos dutos dos cabeçotes (essa técnica geralmente é conhecida como "blueprint") assim como o assentamento das válvulas nos ângulos desejados. O virabrequim recebeu um tratamento nitretado aliado à bronzinas de alumínio. Junto disso, os pistões também são de maior diâmetro afim de melhorar o volume na câmara de combustão, tendo um leve aumento de cilindrada. Com todas essas modificações, o motor que originalmente era 2.2, ficou com algo em torno de 2300cc e mais do que preparado para que o Tiago acelerasse.
Para que o motor pudesse girar livre e o carro desenvolvesse velocidade, a escolha do câmbio foi de um 8x31, câmbio que originalmente trabalha em conjunto com o motor 1600 (Fusca 1600, SP2, Fusca Itamar, etc), para que a velocidade final fosse melhor aproveitada e claro, com melhores números.
A suspensão recebeu reforços e o quadro foi encurtado. Tanto na dianteira há regulagem como na traseira, através dos facões. Para que a suspensão tivesse o efeito que o Tiago queria, as rodas escolhidas são as US Wheels 8 Spook com pneus 195/55 na dianteira e 195/60 na traseira.
Embora eu adore a mecânica original, esse carro foi absurdamente bem feito! Show de bola!!
Preparem os babadores e protejam os teclados, pois tem carro bonito chegando!!














Quero agradecer ao Tiago por ceder as fotos!
Como vocês sabem, esse blog não é de anúncios de carro. Mas hoje eu abro uma exceção: O Tiago infelizmente precisa vender essa joia. Se interessou? Mande um e-mail pra ele!
Quer ver seu carro aqui no blog? Me mande um e-mail. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem vindo!