sábado, 25 de junho de 2016

Fusca 1500 1971 - José Batista Manhesi

Anteontem eu fiz um post de um Fusca 1968 que intitulei de "pontinho branco" nas ruas, então hoje teremos um "pontinho laranja" estacionando com muito estilo aqui no blog.
Esse simpático Fusca 1971 1500 pertence ao José Batista. Este exemplar nesse belíssimo tom de laranja tem vários diferenciais em relação à um Fusquinha comum. Ele mescla de uma forma bem interessante o clássico e o customizado.
Muitas vezes as pessoas quando vão modificar um antigo, investem tanto na modernidade, na performance, muitas vezes na estética e acabam tirando o ar de clássico do carro. Esses carros ficam fantásticos, mas muitas vezes acabam perdendo parte de sua essência. O Fusca do José Batista mistura a tendência contemporânea nas rodas e na suspensão aliada à todo aquele visual que só um Fusquinha esteticamente assim pode proporcionar. Entre todas as modificações no carro, ele ainda conserva todos os frisos, emblemas, o belíssimo interior marrom café (clássico nos Fuscão 1500) e outros detalhes mais.
O José é proprietário dessa joia há apenas dois meses. Durante esse tempo, ele já começou a idealizar um projeto para que o carro ficasse ainda mais com a identidade do dono: Como esse Fusquinha ainda conserva o motor original 1500, ele tem a pretensão de uma preparação afim de melhorar a performance, as ideias dele partem da instalação de um turbo no carrinho.
Na suspensão é que vem o diferencial do carro: O quadro dianteiro é encurtado em 3cm (uma medida até modesta em relação à outras modificações desta que já vi), o que permite que as rodas fiquem mais para dentro, tem mangas de eixo rebaixadas, que mantém o carro em torno de 7cm mais baixo sem alterar mais nada na suspensão, na traseira foi instalado um facão regulável, de forma com que se ajuste a altura da suspensão traseira proporcionalmente às modificações na dianteira. Para melhorar a segurança ao dirigir, foram instalados freios a disco nas quatro rodas, tarefa um pouco mais fácil nos Fuscas com suspensão dianteira de pivôs (ou suspensão moderna, como alguns chamam), como o exemplar em questão, e na traseira já existem kits totalmente adaptáveis que parecem ser até originais.
As rodas são tala 8 na dianteira e 9 na traseira, dando esse visual totalmente diferente ao Fusca.
Além disso, o Fusca conta com uma luz de neblina traseira afixada no para-choque, acessório comum nos German Look. Outro detalhe que ficou muito bacana foi a instalação de batentes nos para-choques, acessório muito comum nos anos 70.
As fotos do carro falam por si. Eu particularmente não curto muito carros rebaixados, mas esse projeto foi, sem dúvidas muito bem executado.
Preparem os babadores e protejam protejam os teclados, pois tem carro bonito chegando!














Quero agradecer ao José por ceder as fotos!
Quer ver seu carro aqui no blog? Me mande um e-mail. 



 

Um comentário:

  1. O Fusca está maravilhoso e essas rodas ficaram perfeitas nele, mas se ele por turbo, ele vai matar o carro.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!