domingo, 19 de junho de 2016

Encontro de antigos no Pátio Cianê em Sorocaba - Junho de 2016

Depois de longos e tenebrosos 60 dias sem ir ao encontro do Pátio Cianê, lá estava eu novamente para fotografar para vocês todos os carros e tudo o que aconteceu no evento. Eu sinceramente já estava com saudade de ver novamente aquele estacionamento cheio de clássicos com donos fantásticos para a gente bater papo sobre os nossos "amigos de metal".
Desta vez eu cheguei cedo em relação as outras vezes: Antes mesmo das 10 da manhã eu já estava lá para ver que carros chegariam para prestigiar o evento. Hoje Sorocaba amanheceu com um tempo bem feio e nublado, mas São Pedro foi generoso e permitiu que o Sol aparecesse afim de que o estacionamento descoberto do Shopping fosse lotado de clássicos. Aos poucos a galera "tomou coragem" e colocou os carros na rua para comparecer ao evento.
Como de costume, a variedade de modelos era fantástica: Tínhamos VW a ar de todos os estilos e épocas (embora desta vez eu não tenha visto Kombis), a galera dos GM estava em peso com os Opalas, Caravans e Chevettes, a galera da Ford com Corcel, Landau e as caminhonetes, além da galera APzeira e dos amantes do (super simpático, diga-se de passagem) Fiat 147. Hoje dei mais ênfase aos VW a ar nas fotos, mas haviam muitos outros antigos um tanto diferentes por lá.
Toda a Turma do Paço, daqui de Sorocaba me recebeu muito bem assim que cheguei ao evento. A manhã foi de muito papo, troca de conhecimentos e super propensa à novas amizades. Meu agradecimento vai em especial para eles, assim como outros amigos que também serão citados ao longo do post.
Preparem os babadores e protejam os teclados, pois hoje tem muito carro bacana!!

Esta foto foi tirada no momento onde haviam mais carros e pessoas no evento. Como parte do estacionamento foi cedida para a instalação de barracas de alimentação e outras coisas mais, o número de vagas foi ligeiramente reduzido.






Este simpático Fuscão 1500 1973 amarelo colonial pertence ao Carlos. Além desse Fusca, ele possui mais alguns, em especial um 1967 azul muito bonito que vi por foto. Este exemplar em questão está a venda e é de grande integridade. É um carro muito bem cuidado e o Carlos o possui já fazem dois anos. Ele me disse (e as fotos condizem) que sempre busca manter o ar de clássico no carro respeitando ao máximo suas características originais.






Esse Fusca 1964 verde pertence ao Josué, que por sinal é amigo do Carlos, dono do Fusquinha amarelo que você acabou de ver. Sim, você viu um motor 1200 na primeira foto! Esse carro ainda conserva, com seus 52 anos de idade, o motor original. O Josué comprou esse carro há pouco tempo (7 meses, para ser mais exato), e ainda não começou a fazer tudo aquilo que pretende em relação à restauração. Ele inclusive me disse que a primeira coisa que pretende resolver é aquele alternador adaptado de forma um tanto "diferente", se podemos afirmar com essa palavra, pois ele está sendo tensionado através de uma chave combinada. Ele me disse que esta solução paliativa adotada pelo antigo dono o incomoda e ele irá corrigir. Mas esse detalhe não compromete o contexto do carro que, dada sua idade, está bem íntegro.





Esse Fuscão 1500 1971 pertence ao Felipe. O bacana desse carro é que ele conserva grande parte das características originais aliadas à algumas modificações feitas ao gosto do Felipe. Ele me contou que o antigo dono do carro permaneceu com ele por décadas, e só vendeu por motivos de força maior. Como vocês podem ver nas fotos, o interior ainda conta com o painel jacarandá aliado a uma manopla de câmbio e a alavanca do freio de mão em madeira, trazendo muita harmonia para o interior do carro.



Se você acessou o blog no mês de maio, certamente você já viu esse Fusquinha. Sim! Ele é o Fusca 1968 do Pedro Barreto, de Pilar do Sul.O Pedro fez uma breve viagem de Pilar para Sorocaba para prestigiar o evento com seu 1968. O post desse carro em específico é mais do que um descritivo tanto do carro como do seu histórico. Eu não conhecia o Pedro pessoalmente e tive o prazer de não só conhecê-lo mas como também de bater um ótimo papo hoje no evento, o cara de fato é muito gente fina. Caso você ainda não conheça esse carro tão bacana, o post dele está aparecendo aí a sua direita (caso você esteja navegando pelo PC) nas postagens populares, visto que ele foi o segundo post mais visualizado de maio. É a primeira vez que conheço pessoalmente um dono de um carro que eu recebi as fotos via internet para postar aqui. Isso foi muito prazeroso!










Este Fusca espetacular (ao meu ver é o mais adequado adjetivo que eu posso dar a esse carrinho) 1300/L 1977 pertence ao Danilo, amigo do Pedro do Fusca 1968. Ele também veio de Pilar do Sul para prestigiar o evento. Esse carro que foi fabricado no último ano em que o Fusca teve o bocal do tanque dentro do porta malas conta com uma combinação de cores que, se usada pela VW na época, possivelmente teria um número considerável de vendas. O simpático besouro é na popular cor verde ilhéus, bem comum no final dos anos 70 na linha VW. O Danilo comprou esse carro com muitas marcas do tempo, mas com grande potencial de restauro. Durante os três anos em que é proprietário, ele fez a funilaria completa, revisão mecânica e fez uma decisão um tanto ousada sem ao menos imaginar seu resultado: Fazer a tapeçaria na cor marrom café, aliada ao painel jacarandá presente nos Fuscão 1500 mais antigos que o carro dele. o resultado é essa beldade que vocês veem nas fotos: O casamento entre duas cores tão distintas trouxeram uma nova combinação que caiu como uma luva no contexto do carro. Possivelmente e muito em breve teremos um post um pouco mais detalhado sobre esse carro.









Esta belíssima Puma GT 1600 1975 pertence ao Joni. Ele já é proprietário desse ícone do automobilismo nacional dos anos 80 há 13 anos. Durante esse tempo todo ele conservou fielmente o carro para que o mesmo sempre mantivesse esse estado de conservação. O motor é o original, de 1600cc aliado a dupla Solex 40, também original do carro que gera um relativo aumento de potência em relação à um motor 1600 com uma dupla Solex 32, por exemplo.






Esta TL que aparece nas fotos foi um caso bem curioso. Haviam várias pessoas ao redor do carro e eu fui atrás do dono para perguntar se poderia fotografá-la. Porém o dono não estava no meio daquela galera mas vários amigos do proprietário me autorizaram a tirar as fotos, até brincaram dizendo "pode tudo, menos dar partida e ir embora" hehehehe.
Dá para ver que é um carro que tem muitas marcas do tempo, muitas delas que já estão encravadas na personalidade do carro, e isso que é muito bacana.



Esse Fusca 1967 pertence ao Marcelo. Eu sempre vejo esse carro no trânsito mas nunca tive a oportunidade de conhecer o dono até então. Esse carro é mais um clássico Fusquinha dos anos 60. Originalmente (e bem antes dele ser do Marcelo) esse carro era branco, passando por essa "fotossíntese" ao virar verde em algum momento da vida. O carro conta com um motor 1500 com ignição eletrônica e alternador. O interior é todo branco, combinando com o verde folha do carro.




Esse Fuscão 1975 1500 pertence ao Marcelo. Eu fui apresentado a ele por intermédio do outro Marcelo, dono do Fusquinha verde que apareceu aí em cima. Esse carro tem modificações singelas e de muito bom gosto. É um carro original em um contexto geral mas conta com alguns acessórios como as rodas mexicanas cromadas com calotas. O interior teve a tapeçaria refeita com características próximas às originais com o painel totalmente original, aliado a um rádio de época que, por sinal, funciona muito bem. Esse carro em marcha lenta nos apresenta, de graça, uma bela sinfonia.

Os carros que aparecem abaixo (e alguns sendo descritos) são carros que não conheço o dono ou que já foram mostrados anteriormente em outros encontros. Caso você seja ou conheça o dono de algum desses carros, comente para que sejam dados os devidos créditos ao proprietário.







Eu cheguei a ver de longe o dono desse Fuscão 1500. O carro é impecável, a tapeçaria segue o padrão original e é fantástica.

A galera das Pumas marcou fortemente sua presença no evento. Haviam vários exemplares de diversos anos diferentes. Segundo eles, no mês que vem eles pretendem trazer para o evento algo em torno de 15 a 20 Pumas nos mais variados cores e modelos.





Hoje tivemos até Ford 1929!


Esse Simca 1964 pertence ao Leo, dono da Kombi 1970 que apareceu no último post do encontro. Há pouco tempo ele vendeu aquela bela Kombi, mas segue com esse magnífico Simca na garagem.

Puma do Wagner, que já apareceu algumas vezes aqui no encontro. Ele recentemente comprou uma Variant também, em perfeito estado.


Esse é o Itamar do Caco, que também já apareceu no blog nos posts de encontros anteriores. É um Fusca dos últimos anos de muita personalidade e muitos acessórios diferentes.





Esse Fusca dos anos 60 é lindo. Na tampa do motor ele ainda carrega o "nariz de bruxa", possivelmente sendo um modelo de 1965 para baixo. Não achei o dono para conversar e saber mais sobre o carro, mas o motor já foi substituido por um mais potente pois há um friso de 1300 na tampa, e também um escapamento 4x1. Logo abaixo tem outra foto que mostra a traseira.




Esse é um Fusca de arrancada. Todo preparado para tal prática, o carro tem pneus largos na traseira e um ronco bem diferente. Foi feito todo tipo de alívio de peso no carro afim de melhorar sua arrancada.

Este é o 1965 do David, nosso velho conhecido também. Nesse encontro ele mostrava um novo acessório instalado no carro: O parabrisa safari e a vigia traseira também retrátil, se é assim que podemos dizer. Abaixo tem outras fotos que mostram o carro melhor.

Esse Karmann Ghia é lindo, tem vários acessórios de época, retratando a proposta esportiva da Karmann nos anos 60 aliada aos acessórios que embelezavam mais o carro.




O Fusca Ocre Marajó 1973 (que aparece na frente na foto) é do Giba, que também já apareceu no blog.

Este exótico Fusca também é do Caco.








Este belo Pontiac também prestigiava o encontro, representando os carros importados que tínhamos no século passado.



Fusca do David novamente.










 
 Duas fotos do Fusca do Giba: Uma que tirei ao início do encontro e outra totalmente sem querer, e acabou ficando bonita.


Interior do Fusca do David.

Essas foram as pouco mais de 100 fotos tiradas do encontro. Esse evento mensal é muito bacana por um motivo muito simples: Todo mundo conversa com todo mundo independente do estilo dos carros. Encontro bacana não é aquele que um estilo se torna unanimidade entre os participantes, mas sim aqueles que dão a oportunidade da diversidade entre os clássicos ser vista.
Muito obrigado! 
 
 

 

2 comentários:

  1. Show!!!, o Fuscão Ocre Marajó com as rodas esportivas é perfeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi o carro pessoalmente várias vezes. O carro é muito bacana.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!