domingo, 25 de novembro de 2012

Coisa de Brasileiro....

Olha, mesmo sendo um, não duvido nada do Brasileiro não...

Encontrei essas duas fotos no meu PC de leves "modificações" em nosso idioma...

Por esse preço, eu compro e restauro....



Farol de milha unitário, alguém já viu??


Agora, uma vez por semana, teremos a série Importados no Brasil, onde iremos falar de diversos importados que estiveram, estão e que estarão por vir pra cá, neste país onde tem gente que faz esse tipo de modificação....

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Videos: Passat Iraque

PessoALL, essa é para os mais velhos (ou melhor, para os mais experientes)....

Quem se lembra do Passat LS e LSE exportados para o Iraque na decada de 80?

Eram modelos 4 portas com exigencias um tanto interessantes, além disso, um tremendo avião!!!

Vi hoje no UOL um video de um cara que comprou de um tio um Passat Iraqueano praticamente, "unico dono"...Assistam aos videos:


Video do UOL do Passat "Iraque"

E, para complementar o conteudo, uma reportagem do Flavio Gomes (do extinto programa "Limite", da ESPN), relacionado a um carro tão exotico como o Passat.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Fernando & Sorocaba - Livre

Nova música de Fernando & Sorocaba...já está tocando nas rádios de todo o Brasil!
Eu curti!

Fuscas Táxi.

PessoALL,
Encontrei essas fotos no meu PC, que mostram alguns de milhares de Fuscas que foram "Carros de praça" por tantos e tantos anos...


Em Curitiba, onde os Táxis são laranjas...

No México, um dos paises onde há o maior numero de Besouros no mundo, hoje ainda concentra parte de sua frota de Taxi como Fuscas.

Bastou falar....


Os VW 1.600, conhecidos como "Zé do Caixão" também marcaram a década de 70 como táxis, por ter 4 portas e comportar bem uma familia...

Olhem só que belezinha de miniatura!!!

terça-feira, 9 de outubro de 2012

VW Fusca: Suas linhas curvas e simpáticas inspiram graça.

PessoALL,
Encontrei essa matéria no "Favoritos" do meu PC que iria para o antigo blog, e percebi que tinha de postar, é muito interessante!

VW Fusca: Suas linhas curvas e simpáticas inspiram graça.
Suas linhas curvas e simpáticas inspiram graça. O design que aproveita a aerodinâmica é resistente, como o casco dos besouros.

(07-06-11) - Suas linhas curvas e simpáticas inspiram graça. O design que aproveita a aerodinâmica é resistente, como o casco dos besouros. Não é o acaso que um lembra o outro. O projeto que roda pelos quatro cantos do mundo nasceu da mente criativa de Ferdinand Porche e sua equipe, foi fabricado pelo governo alemão e depois da 2ª Guerra, passou a ser vendido com o apoio dos ingleses. É um modelo de muitas histórias e paixões.

“A primeira coisa que me chamou atenção nos carros foi a forma” conta o motorista deste fusca vermelho. “Desenho carros desde os 7 anos de idade e quando, aos 9, entrei num fusca fiquei fascinado”, relembra o designer gráfico, “foi um colega do meu pai que nos deu carona para casa e eu, no banco de trás, ia apreciando o passeio”.

A Alemanha de 1930, a pedido da autoridade máxima, Adolf Hitler, precisava de um carro para o povo (livre tradução para “Volks wagen”), portanto que comportasse uma família de pai, mãe e três filhos – ou dois soldados e um fuzil. Ainda, fosse econômico, forte e barato. O fusca conseguiu atingir todos os predicados. Foi, e ainda é, o carro de muitas famílias. “Meu pai teve uns 5 ou 6. Já no álbum de casamento ele e minha mãe saíram da igreja em um”, comenta.

Símbolo de praticidade sobre rodas é o veículo mais fabricado de todos os tempos. Suas linhas permaneceram praticamente inalteradas, do primeiro ao último modelo. Considerado de proposta limpa, cuja carroceria é arredondada e simples.

“Quando decidi que ia comprar o meu besouro, queria um em que pudesse andar na cidade. É meu carro de uso entre duas ou três vezes por semana”, diz. Porém a escolha seguiu uma ordem. Primeiro tinha de ser um fusca, pois considera as linhas inspiradoras. Depois, da década de 1960, que traz muita referência artística e cultural. Por último, um motor que pudesse andar na cidade de São Paulo sem dar desgosto, portanto um 1300 (o 1500 surgiu na década de 1970, o Fuscão).

Foi navegando na web há 10 anos que encontrou este exemplar. Marcou de dar uma olhada num dia da semana depois do trabalho. “Lembro muito claramente. Era meu rodízio e fui de metrô, uma correria. Cheguei atrasado e encharcado da chuva, mas valeu muito à pena”, conta. Bateu os olhos e gostou, principalmente pelo tom de vermelho diferenciado que o remeteu diretamente à infância, lá nos anos 80, quando andou pela primeira vez num fusquinha de carona.

No dia da entrega do carro, o jovem vendedor, queria contar um pouco da história do veículo e entregar a alguém que fosse cuidar muito bem dele. Algo que passou de pai para filho, único dono, mas como o pai havia falecido, achou que era hora de passar adiante. Levou o álbum de fotos e, como são as coincidências da vida, “Hei esse é o meu pai ao lado do seu. Espera aí.” Pronto. Era o mesmo que o menino de 9 anos...

Em todas as décadas que esteve em produção suas principais mudanças foram mecânicas e nos detalhes, que entre os fusqueiros significam muito. Oficialmente lançado em 1938 sua última unidade foi produzida no México em 2003. No Brasil, primeira remessa chegou em 1950 e passou a ser fabricado em 1953, despedindo-se em 1986. Porém, por uma oportunidade de mercado, voltou em 1993 e sai de linha oficialmente em 1996.

Desde quando o designer o comprou as únicas coisas que mudou foi o jogo de rodas, que passou para as originais, e incluiu as sobrancelhas nos faróis. Os amigos sabem que o desenho do pequeno muito lhe agrada, portanto é fácil presentear, “basta me dar um fusca vermelho. Tenho uma coleção de tipos e tamanhos” conta com sorriso e revela que pretende fazer uma pequena restauração “e depois o próximo passo será tirar a placa preta.”

Causo do Motorista – Na época em que fazia MBA, na saída, foi dar carona a uma amiga. Ao parar o carro para deixá-la, dois sujeitos os abordaram para assaltar. Queriam levar a bolsa dela e, quando foi defender, o ladrão resolveu que queria levar o fusca. Aí o bicho pegou. “O fusca você não leva não!” e começou a bater no assaltante. Sorte que os bandidos não estavam armados, porque saiu batendo nem pensou em arma, nada. Como era um local movimentado, logo pararam outros carros e os assaltantes fugiram. Hoje avalia o risco que correu, “mas sem mostrar a arma, não deixo levar mesmo” atreve-se.

Fusca 1968 – O modelo brasileiro passa a ter parte elétrica de 12 volts e a oferecer a caixa de direção lubrificada à graxa, junto nova suspensão com regulagem de cambagem. Ano das cores azul-pastel (azul calcinha), azul-real, branco-pérola, verde-caribe e vermelho-granada.

Seu motorista é designer de uma importante marca de roupas e adianta que o besouro está na moda! Podem esperar fuscas na coleção Primavera-Verão da Handbook (Clique aqui).

Veja as fotos do Fusca do Designer:











Fonte: Clique Aqui!


Restauração do Voyage de Ed Primo.

PessoALL,
Tenho um amigo chamado Ed Primo, no qual é pintor e exerce muito bem a profissão....Um cara muito simpatico, divertido, simples pra caramba e outras qualidades mais....
Há alguns anos atrás ele comprou um Voyage quadrado 2 portas, prata, 1991, AP 1.8, com 100.000 km originais, um carro muito bem cuidado....

Este é o Voyage dele...

Com o decorrer do tempo, Ed foi viajando, rodando de diversar formas com seu "Super Voyage", e, como sempre gostou de coisas coloridas, de artes e coisas mais, ele resolveu envelopar seu Voyage com algumas artes, principalmente com a sua especialidade, a pintura de tênis...


Mais, em sua penultima visita a minha casa, falou que tinha um projeto que iria mais além do envelopamento.....
Ele parou seu Voyage na funilaria, mandou lixar inteiro e fez a mão toda a pintura, deixando seu Voyage cor "Fantasia", já vi pessoalmente essa pintura e sei que realmente ficou show!

  O lado direito não foi concluido, mais o esquerdo ficou show!



Ao lado de uma de suas obras.

Agora, o Voyage em breve terá o motor aspirado e transformado para 1.9 (2.0, na verdade), depois de 350.000 km rodados e muita história pra contar!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Volkswagen traz nova geração do Fusca para o Brasil

Pessoal, olhem a boa nova!
O nosso querido besouro voltará....

Mais, infelizmente o quadro não é tão bom assim....Pelo preço que eles pedem ele jamais será popular como aquele que vemos rodando nas ruas até hoje, de mecanica robuta e barata, que conquistou diversos fãs....
No meu ver, o New Beetle mudou de nome.

Volkswagen traz nova geração do Fusca para o Brasil
               Volkswagen começa a vender novo Fusca em novembro (Fotos: Divulgação)

Se você é fã do Volkswagen Fusca, é melhor sentar para ler essa notícia. Calma, é algo positivo. Ele vai voltar, mais uma vez. Sim, foi isso mesmo que você acabou de ler. A montadora alemã fez o anúncio na noite desta segunda feira, em um evento na cidade de São Paulo. O modelo, que estreou em 1938, recebeu seu substituto batizado de Bettle em 1998. Porém em 2010, ele também saiu do mercado.
Renovado, o Bettle volta às lojas, mas com uma nova estratégia, assumir a tradição do nome do seu pai, o velho Fusca. A nova geração chega potente, com motor 2.0 TSI com injeção direta de gasolina, que desenvolve 200 cv de potência, acoplado à transmissão de seis marchas de dupla embreagem. Esse conjunto mecânico faz com que o Fusca acelere de 0 a 100 km/h em apenas 7,3 segundos e alcance a velocidade máxima de 210 km/h.


Marca afirma que traz detalhes no acabamento para lembrar o antigo Fusca, como o porta-luvas adicional.

A montadora ainda não revelou o preço, mas o novo besouro pode ultrapassar os R$ 80 mil. Ele chega às lojas em novembro, em apenas uma configuração de acabamento, a topo de linha. A Volks afirma que basta comparar as linhas traseiras do antigo com o novo Fusca para ver como são idênticas.

                              As linhas são idênticas com as do antigo Fusca, segundo a VW.

De acordo com a fabricante, o novo Fusca traz detalhes no acabamento da primeira geração, como o porta-luvas adicional integrado à superfície do painel, cuja tampa se abre para cima. Outro equipamento clássico são os instrumentos auxiliares, posicionados acima do sistema de áudio e navegação: temperatura do óleo, relógio com cronômetro e medidor da pressão do turbo.


                                          O preço ainda não foi divulgado pela montadora

A Volkswagen quer tornar a imagem do novo Fusca mais masculina, já que quando o Bettle estreou no País e ficou com fama de carro feminino.
Quem quiser conhecer o novo Fusca de perto, pode visitar o Salão do Automóvel de São Paulo, que começa no dia 24 de outubro. Ele será um dos destaques do estande da montadora alemã.

                                                        Fonte: Clique Aqui!

Enfim, tirem as suas proprias conclusões...Mas, vamos ficar de olho no Salão do Automovel, eu vou!!!

domingo, 2 de setembro de 2012

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Tire suas dúvidas sobre desconto na conta do carro de portadores de necessidades especiais.

Muito bom! Esse pessoal merece!

Tire suas dúvidas sobre desconto na conta do carro de portadores de necessidades especiais.

Você tem dúvidas sobre desconto na compra do carro para portadores de necessidades especiais? Sabia que doenças como câncer de mama, autismo e Síndrome de Down, por exemplo, dão direito ao abatimento do preço do veículo de até R$ 70 mil? Conhece o direito para a liberação do rodízio na capital paulista, nestes casos?
Fique por dentro de outras novidades! Acesse a nossa página no facebook: Clique aqui!



              Especialista tira dúvidas sobre compra de carro para portadores de necessidades especiais


No próximo dia 22 (quarta-feira), o ZAP Carros trará um especialista  para esclarecer todas as questões sobre esse assunto. Nosso convidado, o proprietário da Nova Flex Isenções, Márcio Gonzales Lopes, responderá ao vivo, das 13h às 17h, na fan page do ZAP Carros (Clique aqui!) todas as perguntas dos internautas.
Aproveite! Para participar basta curtir a página no facebook e deixar sua pergunta no nosso mural.
                                                          

                                                               Fonte: Clique aqui!



segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Kombaja?

Hoje, ou melhor, agora vi essa curiosa foto no Facebook:


O "brinquedo" foi montado pela oficina Joe Motors, conceituada em preparação off-road em São Paulo. Gostei muito da montagem, dve brilhar muito nas trilhas!

domingo, 12 de agosto de 2012

Propaganda da VW Brasilia

Hoje, vasculhando os arquivos do antigo blog, encontrei essa foto aqui:


A foto mostra 5 pontos fortes da Brasilia, e, em minha opinião, o ultimo prevalece: A mecânica VW Boxer, que trouxe muitos fãs durante seus mais de 50 anos de produção....

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Fusca Monster ou Baja melhorado?

Para quem vê essa foto, boa pergunta.


Vi essa foto no Facebook hoje, pela manhã, e gostei da montagem desse Besouro que virou Aranha..hahahaha

A suspensão, como todos nós podemos ver, foi bem melhorada para aguentar as trilhas "Rock Crawler" do exterior.
Nota-se que é um modelo da decada de 70, porém, com retas lisas como os da decada de 90 (Itamar, aqui no Brasil) e tampa do motor dos modelos "Fafá", vendidos a partir de 1979...

Que motor será que é esse? Todo cromado, todo bonito? Infelizmente não consegui descobrir, mais, que é muito bonito e muito bem montado, é!

domingo, 5 de agosto de 2012

Video: Motor do Fusca sendo retirado

Muito interessante!

Kombi Safari, a criação da Karmann Ghia com um casco nas costas...

Pessoall,

Kombi Safari, hoje em dia, muita gente não deve conhecer...E, como blog foi feito pra isso, aprender, conhecer e se discutir sobre VW, vamos falar um pouquinho dela...

Um motor-home com menos de 1.000 unidades, todas com numero de série..motor 1.600 boxer, onde 6 pessoas podiam pernoitar, fabricada pela Karmann-Ghia.
Para esclarecer todos esses dados, estou postando aqui uma reportagem da Revista Quatro Rodas.

Karmann Ghia Mobil Safari

Dentro do minimotor home, até 6 pessoas podiam pernoitar

Por André Fiori

Ao se pensar em Karmann Ghia, a imagem que vem à mente é a dos elegantes cupês montados sobre mecânica Volkswagen. Porém, o grupo Karmann sempre foi eclético, fazendo ferramentais para fábricas de carros e autopeças. E a "Kombi-casa" era mais uma de suas criações. Espaçosa para seu pouco comprimento e mantendo a robustez herdada do Fusca, a história da Kombi no mundo sempre envolveu seu uso como dormitório de campistas.

A Karmann brasileira, que já construía trailers, resolveu enveredar na outra face do campismo motorizado: a de motor homes. E esse cargo foi confiado à Kombi, uma vez que já havia o projeto no exterior. O furgão fechado era o "pão de fôrma" escolhido para a tarefa, já que possuía comunicação da cabine com a traseira. Porém, dele pouco sobraria, pois das portas dianteiras para trás, exceto o assoalho, tudo era cortado fora, inclusive a parede atrás dos bancos dianteiros. Para contornar essa falta de rigidez, a casa nas costas era também um sobrechassi, feito de aço e amarrado à estrutura que sobrava, formando um conjunto único.
Já em 1977 estreava o primeiro motor home nacional derivado da Kombi. Era a Touring, basicamente uma traseira acrescentada à frente do utilitário, cujo teto ganhava um bagageiro. Para pernoite, apenas a mesa reversível da traseira, cujo tampo abaixava e os encostos preenchiam o resto do "colchão de casal". Ainda assim, era homologado para até três passageiros. Havia um banheiro com vaso sanitário químico, pia e chuveiro, mais uma minúscula cozinha com fogão de duas bocas com forno e uma geladeira, ambos ou apenas um alimentado por um bujão externo de 2 quilos.
O reinado da Touring seria curto, pois dois anos depois a Karmann apresentava outra Kombi com a casa nas costas: a Safari, que logo seria a única produzida devido ao melhor custo-benefício, pois em versão básica podia abrigar quatro pessoas divididas em dois casais. Havia a possibilidade de no veículo pernoitarem mais duas pessoas, caso se montasse um beliche opcional de lona sobre a cama traseira. A água potável podia vir do tanque que também servia ao banheiro.
Não era incomum que houvesse alterações como o uso dos cantos do banheiro para instalar mais armários e mesmo um rack para TV. Já a energia ficava a cargo de duas baterias, uma dedicada à parte automóvel e outra para as luzes internas e eletrodomésticos.
Com velocidade máxima de 80 km/h, não é veículo que tolere abusos, uma vez que é sensível a ventos laterais. Ainda assim, alguns tentavam melhorar a estabilidade, adaptando aros de talas mais largas às rodas traseiras praticamente escondidas.
Hoje as 450 Safari fabricadas continuam na mira dos viajantes, podendo atingir preços superiores a 30 000 reais se em bom estado. Mas, ao contrário dos colecionadores que encostam seus carros, essa Kombi continua seguindo seu propósito original, como a unidade que ilustra esta matéria, feita em 1987 e com pouco mais de 65 000 quilômetros rodados, pertencente ao vendedor de trailers Sérgio Abreu.

Original
Em 1960, a própria VW quis aproveitar o espaço da Kombi. A transformação ficou com as empresas Mercantil Suíça e Camas Bruno. O resultado foi bom: bancos que viravam cama de casal, sofá, mesa, caixa-d'água, lavatório e dois armários. A preço de hoje, a Touring valia 77 700 reais. Saiu de linha em 1962.


Ficha técnica - Kombi Safari

Motor: traseiro, longitudinal, 4 cilindros contrapostos, 1 584 cm3, refrigerado a ar, 2 válvulas por cilindro, alimentação por 2 carburadores de corpo único
Diâmetro x curso: 85,5 x 69 mm
Taxa de compressão: 7,2:1
Potência: 54 cv a 4 200 rpm
Torque: 11,2 mkgf a 2 600 rpm
Câmbio: 4 marchas, tração traseira
Carroceria: motor home, 3 portas, 4 a 6 passageiros
Dimensões: comprimento, 486 cm; largura total, 204 cm; altura total, 271 cm; altura interna, 204 cm; entreeixos, 240 cm; Peso: 1 820 kg
Suspensão: Dianteira: independente com barras de torção transversais em feixe, amortecedores e barra estabilizadora. Traseira: independente, braços arrastados, barras de torção e amortecedores
Freios: disco na frente e tambor atrás
Direção: setor e rosca sem-fim
Rodas: aço, aro 14; pneus 185/80 R 14


Para todo mundo conhecer, aí vão as fotos:










Para mais informações sobre esse raro modelo, visite o blog Mac Trailer que é de um proprietario desse motor-home que fez historia.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Kombi, praia e sol: Curtição garantida.

Ahhh...quem nunca fez uma viagem de Kombi, nunca andou ou nunca curtiu esta velha Senhora em seus mais de 50 anos de produção?

Pois é, essa grande protagonista da novela que é o automobilismo no Brasil teve diversas versões, motores e ainda é produzida a todo o vapor. Encontrei essa foto no arquivo do antigo blog e resolvi postar.

Então, Kombi, praia e sol: Sem duvidas, curtição, diversão para ser lembrado para a vida inteira.

Propaganda linha 1973 VW

Pessoal,

Aí vai uma propaganda da linha VW de 1973, com Fusca, Fuscão, SP2, Karmann Ghia, TC, TL, Variant, entre outros.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Encontro de Kombis na Alemanha

Pessoal,
Umas fotos que encontrei no meu arquivo bem interessantes, encontro de Kombis na Alemanha.
Não sei data, que cidade foi, nada, só sei que foi na Alemanha..rsrsrsrs Mais vai: